EPL – Manchester City 4×1 Tottenham

O Tottenham foi até Manchester enfrentar o City e foi presa fácil para o líder do campeonato. Contando com atuação pouco inspirada dos homens de frente e somando a uma exibição desastrosa do lado direito da defesa, formado por Trippier e Dier, os Spurs perderam por 4 a 1 e isso porquê Lloris fez uma série de grandes defesas, impedindo pior sorte. Os gols foram marcados por Gundogan, De Bruyne e Sterling (duas vezes), Eriksen descontou para o Tottenham. Gabriel Jesus ainda perdeu um pênalti. Com o resultado, os Citizens seguem absolutos na ponta da Premier League com 52 pontos, (o vice líder Manchester United soma 38). Já os Spurs caíram para o sétimo lugar, com 31, ultrapassados por Arsenal, Burnley e Liverpool.

Mauricio Pochettino seguia sem poder contar com os zagueiros Alderweireld (lesionado) e Sanchez (suspenso), além do volante Wanyama (lesionado). A escalação dava a entender um time mais ofensivo, com o retorno dos laterais Trippier e Rose, além do quarteto ofensivo Eriksen, Dele, Son e Kane. Sendo assim, o time foi a campo com Lloris; Trippier, Dier, Vertonghen, Rose; Winks, Dembele, Eriksen, Dele, Son, Kane. Já o Manchester City de Guardiola, que segue imbatível, não pôde contar com Mendy, Stones e Kompany, lesionados, além de David Silva, não relacionado por problemas pessoais. O time da casa foi escalado com Ederson; Walker, Otamendi, Mangala, Delph; Fernandinho, Gundogan, De Bruyne; Sterling, Sané, Aguero.

O Manchester City assumiu as rédeas do jogo e pressionou desde o início. O Tottenham também tentava jogar, mas era pouco efetivo e errava muitos passes. Aos 14′ veio o primeiro gol. Cobrança de escanteio de Sané pela esquerda e Gundogan cabeceou firme, sem chances para Lloris, abrindo o marcador. O Tottenham sentiu o gol e o City cresceu, quase marcando o segundo aos 24′, quando Aguero fez o que quis nas costas de Dier e encheu o pé, parando em boa defesa de Lloris. O goleiro francês ainda foi chamado à ação mais algumas vezes no primeiro tempo, enquanto Ederson, goleiro dos Citizens, foi um mero espectador nos primeiros 45 minutos, não tendo que trabalhar nenhuma vez.

Na etapa complementar, o Tottenham voltou melhor, buscando equilibrar as coisas. Apesar do City seguir perigoso, os Spurs conseguiram uma grande oportunidade aos 55′, quando Harry Kane domina na intermediária e dispara um chutaço no canto direito de Ederson. O goleiro brasileiro voa para espalmar para escanteio. Aos 67′, Sané sai na cara de Lloris e só não marca pela boa defesa do goleiro francês. No minuto seguinte, Dele Alli dá entrada maldosa em De Bruyne, digna de expulsão. O árbitro deu apenas o amarelo. Mas o lance enervou o camisa 17 do Manchester City, que respondeu da pior forma possível para o Tottenham. Aos 70′, o belga recebeu na esquerda, mais uma vez na avenida Trippier, entrou na área sem ser incomodado por Dier e chutou com violência de perna esquerda. Lloris ainda tocou na bola, mas não conseguiu tirá-la da trajetória do gol, 2 a 0.

Como tudo que tá ruim pode piorar, cinco minutos depois Eric Dier teve a brilhante ideia de sair jogando com um toque de letra. Perdeu a bola, viu De Bruyne ser acionado nas suas costas, entrar na área e ser derrubado por Vertonghen. Pênalti que Gabriel Jesus cobrou no pé da trave. No rebote, Sterling com o gol vazio chutou por cima. Mas aos 80′, não tinha como errar. Sané disparou na avenida Trippier, obviamente sem cobertura de Dier, e na saída de Lloris tocou para o meio. Sterling sozinho com o gol apenas completou para as redes fazendo o terceiro. E aos 88′, um gol que lembrou os trágicos tempos de André Villas Boas. Lançamento para Sterling, Dier absoluto no lance. O zagueiro simplesmente fura, deixando a bola limpa para o camisa 7 dos Citizens. Lloris sai no desespero para tentar evitar a finalização, a bola passa bizarramente por entre as pernas do goleiro e Sterling sozinho com o gol marca o quarto. Só faltou a musiquinha dos Trapalhões.

O Tottenham acerta então seu segundo chute a gol durante todo o jogo. Já aos 93′, no apagar das luzes, Eriksen diminui um pouco o vexame após interceptar o passe na saída de bola do adversário, avançar pela intermediária e chutar rasteiro, de canhota, no cantinho esquerdo de Ederson. Sacramentando assim um justo e lamentável placar de Manchester City 4×1 Tottenham no Etihad Stadium. O próximo jogo dos Spurs será no próximo sábado (23), contra o Burnley, fora de casa.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this pagePin on Pinterest
The following two tabs change content below.

Emerson Araujo

Jornalista, aficionado por futebol, torcedor do Cruzeiro (de nascença) e do Tottenham (desde 2005). Orgulhosamente, um dos fundadores da Tottenham Brasil e colaborador do Guerreiro dos Gramados, site voltado a cruzeirenses. Odeia Guardiolismos e acredita que atacante tem que fazer gol. Acredita que todo dia é um 7 a 1 diferente e não há nada de mau nisso. Exímio treinador no Football Manager.

Latest posts by Emerson Araujo (see all)