EPL – Arsenal 2×0 Tottenham

O Tottenham foi ao Emirates Stadium enfrentar o Arsenal pelo North London Derby neste sábado (18) e perdeu por 2 a 0, em uma péssima exibição. Mustafi abriu o placar em um gol completamente irregular, mas validado por Mike Dean, e Sanchez marcou o segundo gol da partida. Com o resultado, os Spurs seguem provisoriamente na terceira posição na tabela, com 23 pontos, podendo ser ultrapassados pelo Chelsea na rodada. Os Gunners chegaram a 22 pontos com o triunfo.

Mauricio Pochettino não pôde contar com Alderweireld, Wanyama e Lamela. Ainda por cima, Danny Rose não ficou nem no banco. Mas Lloris, Kane e Alli, recuperados de lesão, voltaram ao time. Sendo assim os Spurs foram a campo com Lloris; Sanchez, Dier, Vertonghen; Trippier, Sissoko, Dembele, Davies; Eriksen, Dele, Kane. Já o Arsenal foi alinhado por Arsene Wenger com Cech; Koscielny, Mustafi, Monreal; Bellerín, Ramsey, Xhaka, Kolasinac; Ozil, Sanchez, Lacazette.

A partida começou nervosa, como se previa, e tecnicamente pobre, como não se esperava. As duas equipes abusavam dos chutões para sair das marcações altas na saída de bola mas não criavam quase nenhuma chance real. Eriksen era o único que conseguia colocar um pouco mais de lucidez na armação de jogo dos Spurs. E justamente ele criou a melhor chance do time no primeiro tempo, quando finalizou no pé da trave de Cech aos 35′. Mas no minuto seguinte, a arbitragem estragou o jogo. Mike Dean assinalou falta inexistente de Sanchez em Alexis Sanchez, Ozil cobrou e Mustafi, impedido, cabeceou sem chances para Lloris. Aproveitando o momento, os Gunners dobraram a vantagem aos 41′ quando Lacazette recebeu em profundidade e cruzou, Sanchez dominou e encheu o pé no alto da rede, vencendo Lloris.

Na etapa complementar o Tottenham precisava fazer melhor para reverter o 0-2. Entretanto o que se via era um time confuso, muito prejudicado pela pouca mobilidade de Dele e Kane, que até tentavam, mas voltando de lesão não conseguiam fazer muita coisa. O Arsenal teve chance de ampliar no contra-ataque, mas Sanchez parou em Lloris em duas oportunidades. Dier esteve perto de diminuir, mas sua cabeçada foi bem defendida pro Cech. Son (que entrou junto com Llorente nas vagas de Dele e Kane) também desperdiçou uma chance clara chutando por cima. E no fim das contas vimos um placar justo, num clássico onde apenas um time jogou.

O Tottenham volta a campo na terça-feira (21) para enfrentar o Borussia Dortmund, na Alemanha, pela Uefa Champions League. Pelo Campeonato, o próximo desafio dos Spurs será no sábado (25) contra o West Brom em Wembley.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this pagePin on Pinterest
The following two tabs change content below.

Emerson Araujo

Jornalista, aficionado por futebol, torcedor do Cruzeiro (de nascença) e do Tottenham (desde 2005). Orgulhosamente, um dos fundadores da Tottenham Brasil e colaborador do Guerreiro dos Gramados, site voltado a cruzeirenses. Odeia Guardiolismos e acredita que atacante tem que fazer gol. Acredita que todo dia é um 7 a 1 diferente e não há nada de mau nisso. Exímio treinador no Football Manager.

Latest posts by Emerson Araujo (see all)

  • Danilo Celtics #Banner18

    umas das piores partidas do tottenham se n a pior sob o comando do argentino

    • Fábio Malet

      Infelizmente uma das piores atuações foi no clássico. Acho que a questão física influenciou bastante pra isso, também. Kane e Alli nem jogaram data-FIFA por lesão. Eriksen se matou em 180 minutos de jogos de vida ou morte pela repescagem, e carregou seu país à Copa. Com Llorente e Son criamos até mais chances que com Kane e Alli, inclusive um gol bizarramente perdido pelo sul-coreano. Vejamos como o time se recupera na Alemanha.