EPL – Tottenham 1×0 Crystal Palace

O Tottenham recebeu o Crystal Palace neste domingo (05) pela 11ª rodada da Premier League e venceu por 1 a 0, graças a um gol de Heung-Min Son, já na etapa complementar. Em uma exibição de pouco brilho e contando com alguns desfalques, o time precisou recorrer até ao terceiro goleiro Paulo Gazzaniga, argentino que fez sua estreia pelo clube. Com o triunfo, os Spurs chegam a 23 pontos e empatam em pontos com o Manchester United, atual vice-líder da competição. A liderança continua sendo do Manchester City, mas os dois times ainda jogam neste domingo.

Pochettino contava com muitos desfalques no time. Dos titulares frequentemente usados na temporada, a equipe não pôde contar com Lloris, Alderweireld e Dele, além dos desfalques recorrentes de Wanyama e Lamela. A bruxa estava solta e até o goleiro reserva Vorm foi vetado. Sendo assim, os Spurs foram a campo com Gazzaniga; Sanchez, Dier, Vertonghen; Aurier, Winks, Sissoko, Rose; Eriksen, Son, Kane. Já o Palace, lanterna da Premier League, foi alinhado por Roy Hodgson com Speroni; Fosu-Mensah, Dann, Sakho, Ward; Milivojevic, Cabaye, Loftus-Cheek, Schlupp; Townsend, Zaha.

Desde os primeiros movimentos, o Tottenham deixou clara sua intenção de dominar a partida. E apesar de ter a posse de bola, não conseguia incomodar seu adversário. Já no início, cruzamento na área do Tottenham, Sakho e Gazzaniga se chocam e o Palace pediu pênalti pela saída atabalhoada do arqueiro argentino. Nada foi marcado e o jogo seguiu frio, com muito domínio e nenhuma penetração. Kane arriscou de longe aos 10′ para boa defesa de Speroni e aos 35′ cabeceou por cima. Mas a melhor chance foi aos 36′, e por parte dos visitantes. Scott Dann cabeceou bem após escanteio e Gazzaniga fez ótima defesa no canto.

A etapa complementar não começou diferente nas intenções. O Palace muito recuado buscava algo em contra-golpes e lances de bola parada, o Tottenham tentava arrumar espaço para criar. Aos 48′, Gazzaniga é forçado a trabalhar novamente em chute de Townsend e o argentino manda o chute rasteiro para corner. Aos 58′ os visitantes chegam próximos do gol novamente, quando Townsend lança Zaha em profundidade, Gazzaniga demora a sair do gol, o marfinense dribla o goleiro e incrivelmente finaliza pra fora. Aos 60′, Milivojevic também tem oportunidade, mas novamente Gazzaniga impede o gol.

Aos 64′ finalmente vem o gol, e de quem não havia acertado nada no jogo. Heung-Min Son aparou o rebote de uma bola que cruzou duas vezes à frente do gol de Speroni e disparou uma finalização perfeita de pé esquerdo, com muita curva, entrando no cantinho para inaugurar o marcador. O gol fez bem ao Tottenham que se acalmou na partida e deixou de permitir oportunidades ao rival. A melhor chance de gol veio justamente por parte dos Spurs, aos 82′, quando Vertonghen fez o desarme e acionou bem a velocidade de Son na esquerda. O sul-coreano avançou, entrou na área, posicionou o corpo mas na hora do arremate, pegou mascado, jogando na rede pelo lado de fora.

E assim foi o placar final, num jogo que valeu mais pelo resultado do que pela pobre exibição. Os jogadores vão agora servir suas seleções pela Data Fifa, com as repescagens para a Copa do Mundo e alguns jogos amistosos. O próximo jogo do Tottenham será no próximo dia 18 de novembro e não é qualquer partida: North London Derby, contra o Arsenal, no Emirates Stadium.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this pagePin on Pinterest
The following two tabs change content below.

Emerson Araujo

Jornalista, aficionado por futebol, torcedor do Cruzeiro (de nascença) e do Tottenham (desde 2005). Orgulhosamente, um dos fundadores da Tottenham Brasil e colaborador do Guerreiro dos Gramados, site voltado a cruzeirenses. Odeia Guardiolismos e acredita que atacante tem que fazer gol. Acredita que todo dia é um 7 a 1 diferente e não há nada de mau nisso. Exímio treinador no Football Manager.

Latest posts by Emerson Araujo (see all)