Jesus Perez e a Pré-temporada – Parte 1

O Tottenham preparou uma série de reportagens que será dividida em três partes. Nela, o auxiliar técnico de Mauricio Pochettino, Jesus Perez, conta o quanto as 6 semanas de pré-temporada são importantes para que o clube desempenhe um bom papel ao longo dos 11 meses de campanha e o quanto esta rotina de preparação mudou ao longo dos anos. A primeira parte da entrevista já está pronta:

Primeiramente, a pergunta mais óbvia: como parte da comissão técnica, o que você busca na pré-temporada?
Jesus: “Queremos melhorar os padrões físicos e realizar tudo o que estiver relacionado à preparação para as partidas com cada jogador. Está claro que, dentro da equipe, temos diferentes tipos de jogadores, pois alguns terão menos tempo de preparação para estarem prontos para a Premier League, então esta é a razão pela qual temos de ser muito clínicos e individualizar cada rotina o máximo possível. Contudo, os jogadores nos conhecem, muitos já vêm trabalhando conosco por três anos e, portanto, sabem que tem de se preparar antes de começarem o trabalho mais árduo no centro de treinamento. Esperamos que os jogadores melhorem sua condição física de forma específica antes de voltarem mesmo aos trabalhos”.

O quão desafiador é ter metade da equipe envolvida com o futebol de seleções durante o verão (seis jogadores estiveram envolvidos no confronto entre Inglaterra e França, no dia 12 de junho, por exemplo) e, portanto, isso faz com que eles não voltem das férias antes das duas primeiras semanas de pré-temporada?
Jesus: “Este é o motivo pelo qual cada jogador é diferente, cada pessoa é diferente. Claro, há princípios gerais dentro da equipe, mas o mais importante é providenciar ao jogador aquilo que ele precisa para cada momento. Certamente, queremos começar a temporada na melhor condição possível, esta é a meta, mas olhamos para os jogadores como um sistema holístico e nossa responsabilidade é estar com eles dia após dia e providenciar o melhor caminho para cada um. Alguns jogadores se recondicionam mais facilmente, outros precisam ter um ritmo mais vagaroso na preparação e esta é a beleza do nosso trabalho. Temos uma equipe, vamos lá, de 25 jogadores, então são 25 rotinas diferentes”.

Quanto tempo demora para a comissão técnica desenvolver cada rotina individual? Quando vocês começam?
Jesus: “Antes do fim da última temporada, tivemos uma reunião com cada jogador e apresentamos rotinas de pós-temporada e metas pessoais. Tem sido um processo de educá-los que já dura três anos. Eles se conhecem melhor do que qualquer outra pessoa. Tenho certeza de que respeitarão esses programas e ir além deles, porque todos querem melhorar cada vez mais. Estamos em um nível, em que os jogadores não estão apenas disputando para ver quem joga, mas disputando para ver quem vai melhor em relação a seu último jogo. Estamos em boa situação de trabalho com eles”.

Há muita confiança aqui…There is a lot of trust there…
Jesus: “Sim, e eu acho que isto é o mais importante, confiar em cada um é a maneira de melhorar. Está claro, desde o começo do processo, que o foco era no volume de trabalho e em princípios. Agora, estamos trabalhando mais detalhadamente e é mais fácil identificar objetivos pessoais. Esta é a melhor metodologia. Porém, nunca podemos ficar parados. Mudados todo o ginásio, a tecnologia e estamos trabalhando em diferentes aspectos em relação ao que vimos no último verão. Esperamos que vá dar tudo certo para eles novamente”.

Matéria original: http://www.tottenhamhotspur.com/news/jesus-perez-on-pre-season-070717/

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this pagePin on Pinterest
The following two tabs change content below.

Lucas Colenghi

Mineiro de Uberaba (no Triângulo Mineiro). Licenciado em Letras com Habilitação em Português e Inglês pela UFTM. Tenho 22 anos e as duas coisas que eu mais odeio no mundo são: 1- acordar cedo; 2- escanteio curto. Gostar de futebol é legal até você resolver torcer para um time: com o Tottenham não é diferente.