EPL – Hull City 1×7 Tottenham

VIROU PASSEIO! O Tottenham encerrou de forma brilhante sua participação na Premier League, vencendo o Hull City por 7 a 1, na casa dos Tigers. Harry Kane (três vezes), Dele Alli, Victor Wanyama, Ben Davies, e Toby Alderweireld anotaram os gols da vitória, Clucas descontou. Com o triunfo, os Spurs terminam com 86 pontos, na segunda colocação, representando assim a melhor posição na tabela, maior pontuação já obtida pelo clube na história da Premier League, melhor ataque e melhor defesa do certame (86 gols feitos, 26 sofridos). E para fechar com chave de ouro, Harry Kane sagrou-se, pelo segundo ano consecutivo, artilheiro do campeonato, desta vez com 29 gols marcados em 30 atuações.

Maurício Pochettino levou a reta final da competição muito a sério. Mesmo que o resultado não alterasse em nada o desempenho na tabela, com o vice-campeonato já assegurado, o treinador não poupou ninguém, mandando a campo o melhor que tinha disponível. Sendo assim, o argentino mandou a campo Lloris; Trippier, Alderweireld, Vertonghen, Davies; Wanyama, Dier, Eriksen, Dele, Son; Kane. Já Marco Silva alinhou seu já rebaixado Hull com Marshall; Ranocchia, Dawson, Davies; Elabdellaoui, Huddlestone, N’Diaye, Tymon; Clucas, Bowen, Niasse.

O Tottenham parecia determinado a conseguir a vitória rapidamente, sem dar chance para o azar. Sendo assim, abriu o placar cedo, já aos 11′, quando Harry Kane recebeu de Eriksen, ajeitou o corpo e disparou de pé esquerdo, rasteiro, para bater Marshall. Dois minutos depois, o artilheiro voltou a marcar. Dier lançou Trippier na ponta direita, o lateral cruzou de primeira pra área e Kane apenas empurrou pras redes com a canhota. O jogo esfriou, mas o primeiro tempo ainda reservou outro gol, marcado nos acréscimos, por Dele que recebeu assistência de Son.

A etapa complementar começou com a saída do zagueiro Curtis Davies e a entrada de Grosicki no Hull, para tentar alguma coisa. O Tottenham parecia disposto a contemporizar o jogo e premiar Lloris com o prêmio “luva de ouro”, dado ao goleiro que consegue o maior número de clean sheets (jogo sem sofrer gols) na temporada. Os Tigers estragaram isso quando Clucas marcou, aos 66′, após assistência de Niasse. E aí, o monstro resolveu sair da jaula (BIRRRRL). Aos 69′, Wanyama marcou com assistência de Eriksen. Mais três minutos se passaram e Harry Kane, impiedosamente, anotou o seu hat-trick.

Mas o time ainda tinha fome para marcar mais alguns gols. Pochettino mexeu na equipe, tirando Dier, Dele e Kane para as entradas de Dembele, Sissoko e Janssen. Aos 84′, Ben Davies (até ele) marcou o sexto gol após ser assistido por Wanyama. E no momento “e lá vem eles de novo, olha só que absurdo”, o zagueirão Alderweireld fechou o placar após concluir o cruzamento de Trippier. Sete a um.

Apesar do fim oficial da temporada, o Tottenham ainda tem um compromisso extra. Na próxima sexta-feira, às 9h (horário de Brasília), a equipe vai até Hong Kong, encarar o campeão nacional Kitchee Sports Club, em amistoso.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this pagePin on Pinterest
The following two tabs change content below.

Emerson Araujo

Jornalista, aficionado por futebol, torcedor do Cruzeiro (de nascença) e do Tottenham (desde 2005). Orgulhosamente, um dos fundadores da Tottenham Brasil e colaborador do Guerreiro dos Gramados, site voltado a cruzeirenses. Odeia Guardiolismos e acredita que atacante tem que fazer gol. Acredita que todo dia é um 7 a 1 diferente e não há nada de mau nisso. Exímio treinador no Football Manager.

Latest posts by Emerson Araujo (see all)