EPL – Leicester 1×6 Tottenham

Aparentemente, os jogadores do Tottenham não se esqueceram da última temporada, quando perdemos o título inglês para o Leicester. O resultado deste “ranço” foi a goleada aplicada pelos Spurs sobre os Foxes nesta quinta-feira (18), por 6 a 1, na casa do adversário. Heung-Min Son (2) e Harry Kane (4) foram os grandes nomes da partida, enquanto Chilwell descontou. O triunfo valeu pelos indicadores individuais, colocando o time a apenas 1 de ter o melhor ataque da Premier League e estabeleceu Harry Kane como artilheiro do campeonato, com 26 gols anotados em incríveis 29 jogos.

As duas equipes não tinham mais grandes aspirações. O Tottenham já estava garantido como segundo colocado no campeonato, sem chances de título nem de perder sua posição. Mas Pochettino mandou a campo o que tinha de melhor disponível, poupando apenas Walker e Eriksen, e iniciando o jogo com Lloris; Dier, Alderweireld, Vertonghen; Sissoko, Wanyama, Dembele, Davies; Son, Dele, Kane. Já o Leicester foi alinhado por Shakespeare com Schmeichel; Simpson, Benalouane, Fuchs, Chilwell; Ndidi, Amartey, Mahrez, Albrighton; Okazaki, Vardy.

Desde o início do jogo, o Tottenham dominou o jogo e parecia muito superior ao seu adversário. Encarando a partida com seriedade, o gol era questão de tempo. Aos 25′, depois de desperdiçar pelo menos 3 boas ocasiões, Alderweireld lançou Son nas costas da defesa, o sul-coreano invadiu bem a área e serviu para Harry Kane completar para o gol vazio. 11 minutos depois, Dele Alli deu lindo passe de cavadinha por cima da zaga inimiga e achou Son, que virou o corpo batendo de primeira, de direita, no cantinho de Kasper Schmeichel.

Na etapa complementar, o Leicester tentou reagir e conseguiu crescer no jogo, criando algum perigo. Aos 59′ os Foxes marcaram, em um autêntico lance de churrasco. Vardy foi lançado (em impedimento) nas costas da zaga e Lloris saiu muito bem de carrinho para dividir com o atacante. A bola espirrada sobrou para Ndidi que teve o chute bloqueado. Mas o rebote caiu nos pés do lateral Chilwell que driblou Dier e tocou para o gol. O engraçado no lance é que Lloris se recuperou na jogada e voltou às pressas, mas escorregou e passou direto do gol. No mínimo, pitoresco, 2 a 1.

Mas a partir daí os Spurs apelaram e construíram a goleada. Aos 63′, Harry Kane cabeceou para as redes após aproveitar linda trama ofensiva que passou por praticamente todos os jogadores do time. Três minutos depois, o treinador do Leicester tirou o zagueiro Benalouane e colocou Gray no jogo, em um erro estratégico impressionante. O time da casa não viu mais a bola e só não sofreu mais gols por sorte. Aos 71′, Son recebeu de Kane, arrancou, deu um belíssimo drible em Ndidi e finalizou de direita, no cantinho, para fazer 4 a 1. A partir daí, Pochettino colocou em campo Janssen, NKoudou e Lesniak, atleta da base que fez sua estreia no profissional.

E justamente Lesniak deu o passe para Kane que limpou a marcação e bateu entre as pernas do lateral Simpson, fazendo 5 a 1 aos 89′. Mas o hat-trick não bastou a Kane, que ainda marcou mais um aos 92′, após receber de Davies e acertar novo chute no canto de um inconsolável Kasper Schmeichel. Com 26 gols, Kane superou Lukaku na artilharia da Premier League. E com 83 pontos, o Tottenham consolida sua melhor campanha na história do certame. No próximo domingo, encaramos o, já rebaixado, Hull City pela última partida dessa espetacular temporada.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this pagePin on Pinterest
The following two tabs change content below.

Emerson Araujo

Jornalista, aficionado por futebol, torcedor do Cruzeiro (de nascença) e do Tottenham (desde 2005). Orgulhosamente, um dos fundadores da Tottenham Brasil e colaborador do Guerreiro dos Gramados, site voltado a cruzeirenses. Odeia Guardiolismos e acredita que atacante tem que fazer gol. Acredita que todo dia é um 7 a 1 diferente e não há nada de mau nisso. Exímio treinador no Football Manager.

Latest posts by Emerson Araujo (see all)