EPL – West Ham 1×0 Tottenham

O Tottenham foi até o London Stadium encarar o West Ham, nesta sexta-feira (05) e praticamente deu adeus às chances de título na temporada com a derrota por 1 a 0. O argentino Lanzini marcou o único gol da partida. Com o resultado, os Spurs seguem com 77 pontos na classificação, contra os 81 do Chelsea. Caso os Blues vençam seu jogo na rodada (segunda, contra o Middlesbrough) e triunfem na próxima sexta-feira (contra o West Brom) o Tottenham já entra no próximo jogo, contra o Manchester United, sem chances de título, para assegurar no máximo o vice-campeonato inglês.

Precisando da vitória para pressionar o líder Chelsea, Pochettino alinhou seu Tottenham com a mesma formação que venceu o Arsenal na última rodada. Os Spurs foram a campo com Lloris; Walker, Alderweireld, Vertonghen, Davies; Dier, Wanyama, Eriksen, Son, Dele; Kane. Já o West Ham, sem grandes perspectivas na competição, foi alinhado por Slaven Bilic com Adrián; Fonte, Reid, Collins; Byram, Noble, Kouyaté, Cresswell; Lanzini, Ayew, Calleri.

O jogo começou muito nervoso e intenso, como os dérbis londrinos costumam ser. O West Ham tentava uma pressão nas bolas aéreas, mas sem levar grande perigo a Lloris. As primeiras oportunidades claras vieram na faixa dos 20 minutos. Lançamento longo de Alderweireld, Son escorou de cabeça par Kane que chutou para boa defesa de Adrian. Dele foi bloqueado no primeiro rebote, e novamente Kane finalizou rasteiro para Adrián fazer um milagre, defendendo com o pé. Na cobrança do escanteio, Dier cabeceou para nova intervenção do goleiro espanhol.

Apesar de ter o domínio territorial e quase 80% de posse de bola por alguns momentos, os Spurs não conseguiam chegar muito na meta dos Hammers. Na etapa complementar a situação continuou a mesma e na melhor oportunidade, Son arrematou no canto para Adrián fazer grande defesa. Como futebol não tem nada a ver com justiça, o West Ham abriu o placar aos 65′. Após jogada que atravessou a área duas vezes após cruzamento de Cresswell, a bola se ofereceu para Lanzini, absolutamente livre, encher o pé direito quase na risca da pequena área e estufar as redes de Lloris.

Era um batismo de fogo. O Tottenham tinha 25 minutos para virar o placar, caso ainda quisesse sonhar com o título inglês. E, assim como na última temporada, sucumbiu aos próprios nervos. A equipe perdeu a calma e os rumos, tentando desesperadamente os 2 gols para a virada. Não marcou nem um e aina concedeu diversas chances claras para os Hammers matarem o jogo em contra-ataques. A melhor delas foi com Calleri, que tomou a bola de Alderweireld, driblou Dier, e cara a cara com Lloris exigiu uma defesa impossível do arqueiro francês. As mexidas de Pochettino jogaram o time pra frente, de forma desordenada e improdutiva. E assim amargamos a derrota para o rival local por 1 a 0.

Nossa próxima partida será no domingo (14) contra o Manchester United, no último jogo da história de White Hart Lane. Caso o Chelsea tropece em um dos seus 2 próximos jogos, ainda teremos chances matemáticas de título na ocasião.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this pagePin on Pinterest
The following two tabs change content below.

Emerson Araujo

Jornalista, aficionado por futebol, torcedor do Cruzeiro (de nascença) e do Tottenham (desde 2005). Orgulhosamente, um dos fundadores da Tottenham Brasil e colaborador do Guerreiro dos Gramados, site voltado a cruzeirenses. Odeia Guardiolismos e acredita que atacante tem que fazer gol. Acredita que todo dia é um 7 a 1 diferente e não há nada de mau nisso. Exímio treinador no Football Manager.

Latest posts by Emerson Araujo (see all)