EPL – Sunderland 0x0 Tottenham

Nesta terça-feira (31), o Tottenham foi até o norte da Inglaterra para encarar o Sunderland no Stadium of Light, em partida válida pela 23ª rodada da English Premier League.

Preocupado em tirar seu time da zona de rebaixamento, David Moyes alinhou sua equipe no 5-3-2: Mannone; Jones, Koné, Denayer, O’Shea, Manquillo; Rodwell, Larsson, Ndong; Borini, Defoe. Mauricio Pochettino, por sua vez, sem ainda poder contar com Vertonghen, sem confiar em Wimmer e com a baixa de última hora de Hugo Lloris, armou seus comandados no 4-2-3-1: Vorm; Walker, Dier, Alderweireld, Rose; Wanyama, Dembélé, Alli, Eriksen, Son; Kane.

O primeiro tempo foi bastante complicado para a equipe visitante. Embora o Sunderland não criasse chances com frequência, a equipe mandante conseguia assustar principalmente em chegadas de contra-ataque que eram puxadas por Defoe ao receber lançamentos vindos da defesa. A linha de cinco defensores armada por Moyes foi vital para o encaixe defensivo dos Black Cats, que não proporcionaram nenhuma chance criada pelo Tottenham na primeira etapa. Son foi o jogador mais acionado, mas esbarrava no impedimento ou em si mesmo. O que chamou mais atenção, no entanto, negativamente, foram a lesão de Danny Rose, que deu lugar a Ben Davies, aos 39 minutos, e a não expulsão de Jack Rodwell, que matou um contra-ataque puxado por Mousa Dembélé de maneira extremamente violenta.

No segundo tempo da partida, a equipe mostrou melhora. A troca de passes dos Spurs começou a ser mais efetiva, sem deixar com que o Sunderland tivesse tantas oportunidades de contra-atacar, mas ainda havia muita dificuldade de infiltrar a área dos Black Cats. Son e Dele Alli davam pouco suporte a Kane, que mostrava não estar conseguindo lidar sozinho com os 3 zagueiros da equipe mandante. A equipe até criou duas boas chances: primeiro com Son, que achou Wanyama com um cruzamento já na área do Sunderland. O queniano cabeceou por cima do gol, perdendo uma ótima chance. Depois, Alli aproveitou a sobra de bola da defesa do Sunderland após cruzamento de Walker, mas finalizou por cima ao ser atrapalhado por Denayer. Com a pouca efetividade de seu ataque, David Moyes resolveu colocar Honeyman no lugar de Borini, aos 71 minutos de jogo. Com isso, Mauricio Pochettino logo deu a resposta: sacou o pouco produtivo Heung-Min Son e engatilhou Mousa Sissoko para a partida.

A verdade é que as alterações mal surtiram efeito. Em uma última tentativa de mudar o panorama da partida, Pochettino sacou Dembélé e colocou Janssen. Contudo, a equipe nem sequer conseguiu ir para o abafa. Em um desempenho extremamente apático do Tottenham e uma atuação defensiva sólida do Sunderland, a partida terminou como começou: 0 a 0.

Dessa forma, os Spurs sobem uma posição na tabela, com 47 pontos, empatados com o Arsenal, mas levando vantagem no saldo de gols. Contudo, a equipe ainda pode ser superada por Liverpool, que tem seu jogo com o Chelsea em andamento, e pode ver Manchester City e Manchester United chegarem mais perto do G4.

A próxima partida do Tottenham será contra o Middlesbrough, neste sábado (4), às 15h30 (Brasília): jogo válido pela 24ª rodada da English Premier League.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this pagePin on Pinterest
The following two tabs change content below.

Lucas Colenghi

Mineiro de Uberaba, no Triângulo Mineiro, graduando em Licenciatura em Letras com Habilitação em Português e Inglês. Tenho 21 anos e as duas coisas que eu mais odeio no mundo são: 1- acordar cedo; 2- escanteio curto. Gostar de futebol é legal até você resolver torcer para um time: com o Tottenham não é diferente.