EPL – Sunderland 0x0 Tottenham

Nesta terça-feira (31), o Tottenham foi até o norte da Inglaterra para encarar o Sunderland no Stadium of Light, em partida válida pela 23ª rodada da English Premier League.

Preocupado em tirar seu time da zona de rebaixamento, David Moyes alinhou sua equipe no 5-3-2: Mannone; Jones, Koné, Denayer, O’Shea, Manquillo; Rodwell, Larsson, Ndong; Borini, Defoe. Mauricio Pochettino, por sua vez, sem ainda poder contar com Vertonghen, sem confiar em Wimmer e com a baixa de última hora de Hugo Lloris, armou seus comandados no 4-2-3-1: Vorm; Walker, Dier, Alderweireld, Rose; Wanyama, Dembélé, Alli, Eriksen, Son; Kane.

O primeiro tempo foi bastante complicado para a equipe visitante. Embora o Sunderland não criasse chances com frequência, a equipe mandante conseguia assustar principalmente em chegadas de contra-ataque que eram puxadas por Defoe ao receber lançamentos vindos da defesa. A linha de cinco defensores armada por Moyes foi vital para o encaixe defensivo dos Black Cats, que não proporcionaram nenhuma chance criada pelo Tottenham na primeira etapa. Son foi o jogador mais acionado, mas esbarrava no impedimento ou em si mesmo. O que chamou mais atenção, no entanto, negativamente, foram a lesão de Danny Rose, que deu lugar a Ben Davies, aos 39 minutos, e a não expulsão de Jack Rodwell, que matou um contra-ataque puxado por Mousa Dembélé de maneira extremamente violenta.

No segundo tempo da partida, a equipe mostrou melhora. A troca de passes dos Spurs começou a ser mais efetiva, sem deixar com que o Sunderland tivesse tantas oportunidades de contra-atacar, mas ainda havia muita dificuldade de infiltrar a área dos Black Cats. Son e Dele Alli davam pouco suporte a Kane, que mostrava não estar conseguindo lidar sozinho com os 3 zagueiros da equipe mandante. A equipe até criou duas boas chances: primeiro com Son, que achou Wanyama com um cruzamento já na área do Sunderland. O queniano cabeceou por cima do gol, perdendo uma ótima chance. Depois, Alli aproveitou a sobra de bola da defesa do Sunderland após cruzamento de Walker, mas finalizou por cima ao ser atrapalhado por Denayer. Com a pouca efetividade de seu ataque, David Moyes resolveu colocar Honeyman no lugar de Borini, aos 71 minutos de jogo. Com isso, Mauricio Pochettino logo deu a resposta: sacou o pouco produtivo Heung-Min Son e engatilhou Mousa Sissoko para a partida.

A verdade é que as alterações mal surtiram efeito. Em uma última tentativa de mudar o panorama da partida, Pochettino sacou Dembélé e colocou Janssen. Contudo, a equipe nem sequer conseguiu ir para o abafa. Em um desempenho extremamente apático do Tottenham e uma atuação defensiva sólida do Sunderland, a partida terminou como começou: 0 a 0.

Dessa forma, os Spurs sobem uma posição na tabela, com 47 pontos, empatados com o Arsenal, mas levando vantagem no saldo de gols. Contudo, a equipe ainda pode ser superada por Liverpool, que tem seu jogo com o Chelsea em andamento, e pode ver Manchester City e Manchester United chegarem mais perto do G4.

A próxima partida do Tottenham será contra o Middlesbrough, neste sábado (4), às 15h30 (Brasília): jogo válido pela 24ª rodada da English Premier League.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this pagePin on Pinterest
The following two tabs change content below.

Lucas Colenghi

Mineiro de Uberaba (no Triângulo Mineiro). Licenciado em Letras com Habilitação em Português e Inglês pela UFTM. Tenho 22 anos e as duas coisas que eu mais odeio no mundo são: 1- acordar cedo; 2- escanteio curto. Gostar de futebol é legal até você resolver torcer para um time: com o Tottenham não é diferente.