O porquê dos treinos do Tottenham em Barcelona

Desde a segunda temporada de Pochettino pelo Tottenham (leia-se a temporada passada, 2015/2016), tornou-se meio que tradição, em algum momento na temporada, realizar alguns treinamentos em Barcelona, na Espanha. Sabe-se que o treinador argentino é muito identificado com a cidade, tendo jogado e sido treinador do Espanyol ao longo de sua carreira no futebol. Contudo, qual as razões para levar toda a equipe para treinar lá? Em entrevista para o site oficial do clube, Jesus Perez, assistente de Poch, fez questão de explicar tudo.

Logo após o empate em 2 a 2 entre Manchester City e Tottenham no Etihad Stadium, a equipe do Tottenham pegou um avião para a (nem tão) ensolarada (nessa época do ano) Espanha. A ideia de treinar em Barcelona, segundo Jesus, é a de que “Uma mudança é tão importante quanto um descanso”. Já no ano passado, neste mesmo período, o Tottenham já havia ido treinar no tradicional estádio olímpico da cidade.

“Na última temporada, tivemos uma grande experiência, aqui, enquanto uma equipe. Os próprios jogadores quiseram repetir o treinamento. Temos de agradecer o calendário, que nos permitiu vir logo após o jogo diante do City. É bom mudar a rotina, estar numa boa cidade e crescer como grupo.” – explicou Jesus Perez.

Perguntado sobre o que realmente aquela pausa significa, Jesus se prontificou a dizer: “Temos jogado tantas partidas e tudo tem sido igual: um monte de treinamentos e um monte da mesma rotina. Os jogadores merecem algo diferente. Óbvio que estamos treinando aqui, então não é férias, mas aqui eles tem mais tempo para se unir mais como um grupo, de ir comprar algo, de fazer uma caminhada, de ter refeições diferentes, de realmente mudar os hábitos de Londres. Isso é bom para o grupo e é uma grande experiência.”.

Jesus ainda foi perguntado sobre o humor da equipe, principalmente após o jogo contra o City, tendo respondido assim: “Como o Mauricio diz quase sempre, com jogo atrás de jogo tentamos ser melhores enquanto um grupo, uma equipe, e às vezes não conseguimos jogar nosso melhor, pois o oponente também é de muita qualidade. O mais importante é o caráter e a resiliência demonstrados até o apito final. Foi assim que o time conseguiu reagir diante do City. Isso é um estilo e uma filosofia claros.”.

Finalizando a entrevista, Jesus teve de responder, quando a equipe traçar seu caminho de volta a Hotspur Way, o que é possível de se conquistar com a experiência em Barcelona: “O mais importante é dar aos jogadores um pouco de descanso, não físico, mas mental, para que eles façam as atividades em Barcelona. Londres é difícil, porque cada um vive em um lugar, então não conseguimos nos encontrar por 3, 4 dias, nesse período entre jogos, especialmente quando há jogos da seleção inglesa. Isso aqui é mais uma ideia europeia de equipe, quando há períodos como este para que se façam coisas diferentes. Isso é o mais importante, pois na quinta-feira tudo volta ao normal, no centro de treinamento, para nos prepararmos para o jogo da FA Cup.”.

Matéria original do site do Tottenham 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this pagePin on Pinterest
The following two tabs change content below.

Lucas Colenghi

Mineiro de Uberaba, no Triângulo Mineiro, graduando em Licenciatura em Letras com Habilitação em Português e Inglês. Tenho 21 anos e as duas coisas que eu mais odeio no mundo são: 1- acordar cedo; 2- escanteio curto. Gostar de futebol é legal até você resolver torcer para um time: com o Tottenham não é diferente.