EPL – Manchester City 2×2 Tottenham

O Tottenham foi até o Etihad Stadium encarar o Manchester City neste sábado (21) e arrancou um empate por 2 a 2, após sair perdendo por 2 a 0 em duas falhas de Lloris. Sané e De Bruyne anotaram para o time da casa, Dele Alli e Son empataram o jogo para os Spurs. Com o resultado, o Tottenham chega aos 46 pontos, mantendo-se na segunda posição na Premier League. O City segue com 43, em quinto lugar.

O pressionado Pep Guardiola mandou a campo um time bem ofensivo, tendo apenas Yaya Touré como um volante de maior marcação e uma linha de 4 meia-atacantes. Sendo assim, o time da casa foi alinhado com Bravo; Zabaleta, Otamendi, Kolarov, Clichy; Touré, Silva, De Bruyne, Sterling, Sané; Aguero. Já Pochettino manteve o time do Tottenham que alcançou a sequência de vitórias, apenas trocando o lesionado Vertonghen por seu substituto imediato, Wimmer. Os Spurs foram a campo com Lloris; Dier, Alderweireld, Wimmer; Walker, Wanyama, Dembele, Rose; Eriksen, Dele, Kane.

No início da partida, o Tottenham até conseguiu uma boa investida com Rose pela esquerda, afastada por Otamendi. Mas o que vimos a partir daí foi um massacre dos Citizens. Pressionando muito a saída de bola dos visitantes, os azuis conseguiam criar algumas ocasiões e não deixavam o oponente respirar. Alderweireld teve atuação exemplar, visto que os zagueiros Dier e Wimmer abusavam dos erros. A mudança de esquema tático para o 4-2-3-1 diminuiu o sofrimento, mas não resolveu, Lloris realizou pelo menos três defesas espetaculares, impedindo a abertura do marcador.

Pochettino promoveu uma mexida no intervalo, colocando Son na vaga de Wimmer, que teve atuação horrorosa no primeiro tempo. A ousadia não deu resultados imediatos, até porquê duas falhas individuais de Lloris se sobressaíram no início. Logo aos 49′, Lloris saiu como um líbero para cortar um lançamento e cabeceou a bola. Entretanto, a pelota tocou no braço de Sané e ficou em posse do adversário que apenas rolou para o gol vazio. Cinco minutos depois, outra infelicidade do nosso capitão. Lloris defendeu a bola cruzada na área mas não segurou. De Bruyne aproveitou o vacilo e chegou chutando tudo para fazer 2 a 0.

Parecia que seria um massacre. O Tottenham seguia perdido em campo e praticamente não criava. Mas quando chegou, foi fatal. Aos 58′, Walker fez belo cruzamento na área e Dele Alli entrou de cabeça, concluindo bem e colocando os Spurs no jogo. Pouco depois, Sterling saiu na cara do gol, recebeu um leve empurrão de Walker e finalizou nas mãos de Lloris. Pedidos de pênalti não atendidos pela arbitragem. Aos 77′, veio o empate. Eriksen avançou pela direita e tocou para Kane, que apenas deixou de calcanhar para Heung-Min Son. O sul-coreano bateu com precisão, no cantinho de bravo e empatou o jogo.

Ainda houve tempo para Gabriel Jesus estrear pelo City e marcar um gol impedido, corretamente anulado. No fim, 2 a 2 em um jogo empolgante, com diversos erros de arbitragem de lado a lado e onde o Tottenham não foi o melhor time em campo. Ponto precioso para as aspirações na temporada. O próximo duelo na temporada será no próximo sábado (28), em White Hart Lane, contra o Wycombe.

 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this pagePin on Pinterest
The following two tabs change content below.

Emerson Araujo

Jornalista, aficionado por futebol, torcedor do Cruzeiro (de nascença) e do Tottenham (desde 2005). Orgulhosamente, um dos fundadores da Tottenham Brasil e colaborador do Guerreiro dos Gramados, site voltado a cruzeirenses. Odeia Guardiolismos e acredita que atacante tem que fazer gol. Acredita que todo dia é um 7 a 1 diferente e não há nada de mau nisso. Exímio treinador no Football Manager.

Latest posts by Emerson Araujo (see all)