EPL – Watford 1×4 Tottenham

Vivendo bom momento no Campeonato Inglês, o Tottenham fez uma pequena viagem até Watford, na região metropolitana de Londres, onde enfrentou o time homônimo da cidade, neste domingo, 1º de janeiro. Com uma facilidade inesperada, os Spurs passearam em Vicarage Road, casa dos Hornets, abriram um elástico 4 a 0 com menos de 50 minutos de bola rolando, e apenas administraram a vantagem até o apito final, que apontou vitória lillywhite por 4 a 1.

Com as ausências de Kyle Walker e Jan Vertonghen, suspensos, e Moussa Sissoko e Mousa Dembélé, poupados, o técnico Mauricio Pochettino apostou em uma formação menos usual para o Tottenham, mas que espelhava o alinhamento do adversário: o 3-1-4-2. Desta forma, o Spurs foi escalado com Lloris; Dier, Alderweireld, Wimmer; Wanyama; Trippier, Eriksen, Alli, Rose; Son, Kane. Já o Watford, foi a campo com Gomes; Cathcart, Prödl, Kaboul; Capoué; Amrabat, Guédioura, Doucouré, Holebas; Ighalo, Deeney.

Em mais uma boa atuação no esquema de três zagueiros, como no triunfo por 3 a 0 contra o Hull City, há duas semanas, o Tottenham dominou o Watford desde o começo. Com liberdade para juntarem-se ao setor ofensivo, Trippier e Rose tinham a incumbência de criar as jogadas pelos flancos. E o primeiro gol da partida, aos 27 minutos do 1º tempo, foi um grande exemplo disso. Em boa trama do ataque do Tottenham, com participação de Danny Rose, Dele Alli recebeu, de frente para o gol, e mandou um chutaço de fora da área que quase derrubou o travessão da meta defendida por Gomes. Na sequência do lance, a bola chegou ao setor direito, onde Kieran Trippier, em um passe magnífico, achou Harry Kane na cara do goleiro. De primeira, o camisa 10 do Tottenham apenas deslocou o goleiro Gomes e abriu o placar.

O segundo gol da partida, seis minutos mais tarde, teve o mesmo roteiro do primeiro: grande assistência de Kieran Trippier, só que dessa vez em cruzamento pelo alto, e finalização de primeira de Harry Kane, dentro da pequena área, aparando o cruzamento com o pé, e colocando a bola na rede. Oito minutos depois, veio o terceiro gol. Harry Kane esforçou-se para recuperar uma bola rente à linha lateral, só que fez um cruzamento ruim para a área do Watford, onde não havia nenhum jogador do Tottenham. Mas o zagueiro adversário, Younés Kaboul, resolveu ajudar sua antiga equipe: em espanada bisonha para o meio da área, a bola encontrou Dele Alli livre; o meia teve apenas o trabalho de deslocar o goleiro Gomes e correr para o abraço. O marcador mostrava um placar de 3 a 0 para o Tottenham ainda na primeira etapa.

Se o torcedor do Watford ainda tinha alguma esperança de reação no segundo tempo, ela acabou com menos de um minuto jogado na etapa complementar: em outra bobagem da defesa dos Hornets, dessa vez protagonizada pelo zagueiro austríaco Sebastian Prödl, a bola chegou em Harry Kane, que, após um lance individual de muita habilidade, encontrou Dele Alli entrando na área, em uma maravilhosa assistência; Alli só teve o trabalho de dominar a bola e mais uma vez finalizar na saída de Gomes. E o placar dilatou-se ainda mais, com a parcial de 4 a 0 para o Tottenham.

Após o quarto gol e com a partida decidida, o ritmo do jogo arrefeceu. A equipe do Tottenham mantinha o controle da posse de bola, trocando passes com pouca ambição ofensiva e evitando maiores riscos. O Watford, por sua vez, também não mostrava ter forças para reagir. Desta forma, os Spurs aproveitaram para poupar-se para a maratona de jogos que irá enfrentar no mês de Janeiro, evitando maiores esforços físicos no decorrer da segunda etapa e sacando três de seus principais nomes na partida: Dele Alli, Danny Rose e Harry Kane.

Já nos acréscimos da segunda etapa, em um lance isolado de bola parada, Younes Kaboul, livre dentro da área, completou o cruzamento da esquerda e fez o gol de honra da equipe da casa, que acabou por decretar o placar final da partida: Tottenham 4, Watford 1. Kaboul não comemorou seu tento, marcado contra sua ex-equipe e com a partida já definida. Este gol foi o 14º sofrido pelo Tottenham no campeonato. Desta forma, a equipe deixa de ter a melhor defesa da competição, que passa a ser a do Chelsea, com 13 gols sofridos.

Com este resultado, em partida válida pela 19ª rodada do Campeonato Inglês, o Tottenham termina o primeiro turno da competição na zona de classificação para a UEFA Champions League. O já desgarrado líder Chelsea possui 49 pontos. À caça dos Blues, na vice-liderança, há o Liverpool, com 43. Com o triunfo ante o Watford, o Tottenham subiu à terceira colocação, com 39 pontos, mas que pode ser ultrapassado pelo Arsenal, que tem 37 pontos, mas ainda joga, contra o Crystal Palace, na única partida que falta para terminar a rodada. Atrás do Tottenham, na quarta colocação, está o Manchester City, que também possui 39 pontos, mas com saldo de gols inferior aos Spurs. Também na cola desse grupo, há o Manchester United, com 36 pontos, na sexta colocação.

Na próxima rodada, o Tottenham recebe, em White Hart Lane, o embaladíssimo Chelsea, que ostenta uma incrível série de 13 vitórias consecutivas, a maior da história da Premier League. A partida se dará na próxima quarta-feira, 4 de janeiro, às 18h, no horário de Brasília, e terá transmissão brasileira da ESPN Brasil. Será o Tottenham a equipe a conseguir frear a impressionante sequência do Chelsea de Antonio Conte? Esperamos que sim.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this pagePin on Pinterest
The following two tabs change content below.

Fábio Malet

Gaúcho de Porto Alegre, bacharel em Ciência da Computação e analista de sistemas. Apaixonado por esportes, tem o jornalismo como um hobby, e, pretende, futuramente, fazer pós-graduação na área. Acompanha o Tottenham desde o começo da temporada 2002-03, por causa de Robbie Keane, do qual tornou-se fã pelo seu desempenho na Copa do Mundo 2002. No Brasil, torce para o Grêmio desde suas primeiras palavras.