EPL – Manchester United 1×0 Tottenham

Vindo de duas ótimas vitórias em seus últimos compromissos, o Tottenham viajou até Manchester, para enfrentar o Manchester United, em Old Trafford, neste domingo, 11 de dezembro. Em jogo bastante truncado e com poucas oportunidades criadas pelas duas equipes, os Red Devils se aproveitaram de uma bobeira do atacante lillywhite Harry Kane, e em contra-ataque rápido, o meia-direita Mkhitaryan fez o gol solitário da partida, decretando a vitória dos comandados de José Mourinho pelo placar de 1 a 0.

Como é de costume da equipe treinada por Mauricio Pochettino, o Tottenham teve o controle das ações e amplo domínio da posse de bola durante a partida, terminando o confronto com 60% de posse. No entanto, com o setor ofensivo pouco inspirado, este domínio não foi convertido em chances criadas. Com isso, o Manchester United ficou a espera de um erro do Tottenham para matar o jogo em um contra-ataque. E conseguiu.

Em lance onde Harry Kane havia recuado até o meio do campo para ajudar a equipe na saída de bola, o atacante inglês errou o passe e entregou a bola nos pés do meia espanhol Ander Herrera. Com a defesa do Spurs toda desarrumada e os jogadores todos projetados à frente, Herrera com apenas um toque na bola encontrou Mkhitaryan completamente livre, entre os zagueiros, na cara do goleiro Hugo Lloris. O armênio ganhou de Vertonghen na corrida e não perdoou. Foi o seu primeiro gol com a camisa do Manchester United na liga, e também o primeiro gol de um atleta da Armênia na história da Premier League.

Após o gol sofrido ainda no primeiro tempo, o Tottenham continuou com a tônica da partida até então. Apesar do domínio da posse de bola, não havia criatividade no setor de criação ofensivo, já que os meias Christian Eriksen, Heung-Min Son e, principalmente, Dele Alli, estavam bastante apáticos na partida. Moussa Dembélé ainda tentou criar algumas jogadas e Harry Kane, não alimentado pelos meias, lutou até o fim para tentar criar algo. Mas o Manchester United não sofreu nenhum perigo defensivo, exceção feita a duas cobranças de falta de Eriksen, uma em cada tempo, muito bem defendidas por De Gea.

A entrada de Harry Winks e, principalmente, Moussa Sissoko, ainda deram um ânimo para o Tottenham na segunda etapa. Mas na principal oportunidade criada na partida, em bola parada cobrada por Christian Eriksen, o volante Victor Wanyama perdeu um gol inacreditável de cabeça e manteve o placar inalterado com triunfo dos Red Devils. Após o resultado adverso, o Tottenham recebe o Hull City já na próxima quarta-feira, 14, em White Hart Lane, para se recuperar no campeonato.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this pagePin on Pinterest
The following two tabs change content below.

Fábio Malet

Gaúcho de Porto Alegre, bacharel em Ciência da Computação e analista de sistemas. Apaixonado por esportes, tem o jornalismo como um hobby, e, pretende, futuramente, fazer pós-graduação na área. Acompanha o Tottenham desde o começo da temporada 2002-03, por causa de Robbie Keane, do qual tornou-se fã pelo seu desempenho na Copa do Mundo 2002. No Brasil, torce para o Grêmio desde suas primeiras palavras.