O expressivo momento de Son, em números

Observe a imagem que ilustra este artigo. Nela, o melhor jogador do Tottenham na temporada, Son Heung-Min, está acenando para os em torno de 300 torcedores dos Spurs, que viajaram pouco mais de 2500 quilômetros de avião até Moscou. Lá, assistiram à importantíssima vitória de seu time, sobre o CSKA, por 1 a 0, em jogo válido pela 2ª rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões da Europa.

Na mão direita de Son está o número de partidas em que o jogador esteve em campo com a camisa 7 do Tottenham na temporada: 5. Cinco também é o número de jogos em que Son foi titular no mês de setembro (9) de 2016, sua maior sequência como titular, em um único mês, desde que chegou ao Tottenham. Já na mão esquerda, o sul-coreano mostra ao público o número de gols que já marcara em 2016/2017: 5.

Os cinco jogos consecutivos que jogou no último setembro, são a maior sequência de partidas como titular de Son com a camisa do Tottenham. (Foto: WhoScored.com)
Os 5 jogos que jogou em setembro (9) de 2016, são a maior sequência de partidas como titular de Son, em um único mês, com a camisa do Tottenham. (Foto: WhoScored.com)

E a sequência de jogos poderia ter sido ainda mais ampla. Mesmo tendo realizado quase toda a pré-temporada com os Spurs, Son perdeu as 3 primeiras partidas oficiais da temporada, servindo a seleção olímpica de seu país, nas Olimpíadas Rio 2017. E apesar de o jogador já ter 24 anos e o Tottenham não ter a obrigação de liberá-lo para competições não-oficiais de seleções, uma peculiaridade do país natal de Son fez com que a equipe tomasse essa decisão: o serviço militar obrigatório da Coreia do Sul.

Todo e qualquer cidadão sul-coreano tem a obrigação de prestar serviço militar, durante 21 meses, antes de completar 28 anos de vida. Se essa obrigação não é cumprida, o indivíduo é sumariamente preso. No entanto, o governo sul-coreano flexibiliza a situação de atletas com grandes feitos esportivos para a Coreia do Sul, como títulos, medalhas olímpicas, grandes participações com as seleções nacionais ou até mesmo prêmios individuais de grande porte.

Foi o caso, por exemplo, do meia do Swansea, Ki Sung-Yueng. Medalhista de bronze na Olimpíada de Londres em 2012, Ki teve sua obrigação militar reduzida para apenas 4 semanas, cumpridas em 2015, quando perdeu parte do começo da última temporada. Park Ji-Sung, ex-meia do Manchester United, e Lee Young-Pyo, ex-lateral do próprio Tottenham, também tiveram estas obrigações reduzidas para poucos meses, por conta do histórico 4º lugar da Coreia do Sul na Copa do Mundo de 2002.

Son ainda tem uma última chance de triunfar com sua seleção nacional nos Jogos Asiáticos de 2018. Um título individual pelo Tottenham, como a artilharia do Campeonato Inglês, ou até o prêmio de melhor jogador da competição, também devem resultar em uma redução das obrigações militares para Son. E para o torcedor do Tottenham, este seria o melhor jeito de resolver este imbróglio.

Se o momento fora de campo é curioso e gera algumas preocupações para os torcedores do Tottenham, dentro de campo Son tem sido o melhor jogador dos Spurs na temporada. O meia que custou 25,5 milhões de libras aos cofres do clube londrino, vindo do Bayer Leverkusen, teve uma temporada de estreia bastante discreta. Em 42 partidas oficiais pelo Tottenham, Son marcou apenas 8 gols e deu 5 assistências. Por conta disso, houveram inúmeros boatos de sua saída na última janela de transferências.

Mas o sul-coreano ficou. Por vontade própria, de querer triunfar na Premier League, e por insistência do treinador Maurício Pochettino e da alta cúpula do Tottenham em manter o jogador. E a decisão de ambas as partes parece ter sido bastante acertada: são 5 partidas oficiais pelo time na temporada, todas elas como titular da equipe, sendo vitórias e derrota, rendendo 5 gols e 1 assistência para a equipe.

Nestas 5 partidas em que jogou na temporada, jogou os 90 minutos em 4 delas: 4 vitórias e 4 prêmios de melhor em campo. Na outra partida, foi injustamente substituído no intervalo, na única derrota dos Spurs na temporada, frente ao Monaco, pela Liga dos Campeões.

As estatísticas de Son na temporada também mostram o porquê de o sul-coreano estar em um momento tão especial. (Foto: WhoScored.com)
As estatísticas de Son na temporada também mostram o porquê de o sul-coreano estar em um momento tão especial. (Foto: WhoScored.com)

Em todas as 5 partidas que disputou até agora na temporada, Son teve aproveitamento superior a 80% nos passes, tendo quase 90% de média de acerto de passes nas últimas 3 partidas, todas vitórias. Nestes passes, também estão incluídos os 14 passes decisivos que deu na temporada, uma média de quase 3 por partida, que aumenta para quase 4, se pegarmos apenas as últimas 3 vitórias da equipe. No Campeonato Inglês, Son é o 5º melhor jogador na estatística, com 3,3 passes decisivos por jogo.

A média superior a 5 dribles por partida, nas últimas 3 vitórias, explica bastante a mudança positiva de postura da equipe, agregando maior criatividade à mesma. Com média de 4,7 dribles por partida na Premier League, Son é o 1º da estatística em todas as principais ligas europeias, a frente de nomes mais conhecidos por seus dribles, como Arjen Robben e Neymar.

E além de passar e driblar muito bem, Son voltou a ser o exímio finalizador que já havia demonstrado ser na Alemanha. Son tem 23 finalizações na temporada e 5 gols. Uma média bastante expressiva de 4,6 finalizações para cada gol marcado. Isso se explica também pela excelente média de 2 finalizações certas por partida. Este número o coloca entre os 5 melhores finalizadores da Europa, atrás apenas de Edin Dzeko com 2,7 e Lionel Messi e Romelu Lukaku com 2,2.

Os números explicam bastante o momento sui generis de Son na temporada. A cada mês que passa, a preocupação com as obrigações militares de seu país natal aumentam, afinal, o prazo para concluí-la vai expirando. No campo, o jogador vai cada vez mais desabrochando com a camisa do Tottenham. O famigerado ano de adaptação parece ter passado, e muito bem, com o sul-coreano já tornando-se um titular absoluto da equipe e o melhor jogador da mesma na temporada. Espera-se que o momento de Son mantenha-se especial como está, ajudando a equipe a alcançar seus objetivos. E o exército sul-coreano? Não vai poder desfrutar do futuro melhor jogador da Premier League.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this pagePin on Pinterest
The following two tabs change content below.

Fábio Malet

Gaúcho de Porto Alegre, bacharel em Ciência da Computação e analista de sistemas. Apaixonado por esportes, tem o jornalismo como um hobby, e, pretende, futuramente, fazer pós-graduação na área. Acompanha o Tottenham desde o começo da temporada 2002-03, por causa de Robbie Keane, do qual tornou-se fã pelo seu desempenho na Copa do Mundo 2002. No Brasil, torce para o Grêmio desde suas primeiras palavras.

Latest posts by Fábio Malet (see all)