Giro pelos selecionáveis – Parte 1

copa-america-euro-2016

Após o fim da temporada europeia para os clubes, os jogadores apresentaram-se às suas seleções para alguns amistosos e também para as duas principais competições de seleções do momento: a Copa América Centenário e a UEFA Euro 2016. O Tottenham teve 16 jogadores do elenco principal convocados para suas seleções. A seguir, serão listados todos os jogadores do elenco principal do Tottenham que estão servindo às suas nações, citando os jogos disputados por suas seleções e dando uma pincelada sobre o desempenho de cada um deles nesses jogos. Nesta primeira parte, serão listados os confrontos compreendidos entre 22/maio e 12/junho. Confira só:

Hugo Lloris (França)

30/maio, França 3×2 Camarões (Amistoso) – Titular no gol, não teve culpa nos gols sofridos.

4/junho, França 3×0 Escócia (Amistoso) – Mais uma vez titular, foi um verdadeiro espectador da partida.

10/junho, França 2×1 Romênia (UEFA Euro) – Titular e capitão na estreia de sua seleção, em casa, não teve culpa no gol sofrido e fez boas intervenções durante a partida.

Kyle Walker (Inglaterra)

27/maio, Inglaterra 2×1 Austrália (Amistoso) – Não participou da partida. Roy Hodgson testou o antigo titular Nathaniel Clyne na função.

2/junho, Inglaterra 1×0 Portugal (Amistoso) – Voltando à titularidade da lateral-direita, teve boa atuação, firmando-se como titular da posição.

11/junho, Rússia 1×1 Inglaterra (UEFA Euro) – Titular na estreia do English Team na Euro, Walker fez uma partida soberba e foi o melhor jogador do confronto.

DeAndre Yedlin (EUA)

22/maio, Porto Rico 1×3 EUA (Amistoso) – Titular da lateral-direita, teve boa participação no jogo.

26/maio, EUA 1×0 Equador (Amistoso) – Mais uma vez titular da lateral-direita, foi discreto.

29/maio, EUA 4×0 Bolívia (Amistoso) – Dessa vez, o treinador Jurgen Klinsmann decidiu testar seu elenco e usou uma equipe bastante alternativa. Yedlin entrou no intervalo, no lugar de Orozco e foi mais uma vez discreto.

4/junho, EUA 0x2 Colômbia (Copa América) – Foi titular na estreia de sua seleção na competição. Teve uma atuação ruim, assim como todo o time americano. Sofreu com James Rodríguez e cometeu um pênalti infantil que originou o segundo gol colombiano.

8/junho, EUA 4×0 Costa Rica (Copa América) – Mais uma vez titular da lateral-direita, recuperou-se junto com sua seleção em uma vitória incontestável.

12/junho, EUA 1×0 Paraguai (Copa América) – Titular da lateral-direita, mostrou-se mais uma vez imaturo, fazendo duas faltas bobas, para cartão amarelo, num intervalo menor do que um minuto. Deixou sua equipe com um a menos quase o segundo tempo inteiro, quando o Paraguai pressionou bastante os EUA.

Toby Alderweireld (Bélgica)

28/maio, Suíça 1×2 Bélgica (Amistoso) – Atuação segura como zagueiro titular, ao lado de Vermaelen.

1/junho, Bélgica 1×1 Finlândia (Amistoso) – Desta vez como lateral-direito titular, sofreu com a velocidade do ataque finlandês pela esquerda. O lance do gol finlandês surge de um cruzamento de seu lado, quando perde na velocidade para o lateral-esquerdo Raitala.

5/junho, Bélgica 3×2 Noruega (Amistoso) – Novamente como zagueiro titular, mas desta vez ao lado do companheiro de Tottenham, Vertonghen, teve mais uma boa atuação.

Jan Vertonghen (Bélgica)

28/maio, Suíça 1×2 Bélgica (Amistoso) – Atuando como lateral-esquerdo titular, foi facilmente envolvido pelo ataque suíço no seu único gol na partida.

1/junho, Bélgica 1×1 Finlândia (Amistoso) – Mais uma vez como lateral-esquerdo titular, faltou comunicação entre ele e Vermaelen, que deixaram Hämäläinen, autor do gol adversário, antecipar com facilidade.

5/junho, Bélgica 3×2 Noruega (Amistoso) – Agora como zagueiro titular pela esquerda, ao lado do companheiro de Tottenham, Alderweireld, sofreu com as investidas norueguesas pelo seu lado, e foi envolvido por Berisha no segundo gol norueguês.

Kevin Wimmer (Áustria)

Não participou de nenhum minuto nos três amistosos realizados por sua seleção.

Danny Rose (Inglaterra)

27/maio, Inglaterra 2×1 Austrália (Amistoso) – Não participou da partida. Roy Hodgson testou basicamente todos seus reservas no encontro.

2/junho, Inglaterra 1×0 Portugal (Amistoso) – Voltando à titularidade da lateral-esquerda, teve grande atuação, sendo escolhido o melhor em campo do confronto.

11/junho, Rússia 1×1 Inglaterra (UEFA Euro) – Titular na estreia do English Team na Euro, Rose até fez boa partida, mas foi facilmente batido por Vasili Berezutski, 16 centímetros mais alto que ele, no gol de cabeça que decretou o empate nos acréscimos do segundo tempo.

Ben Davies (País de Gales)

5/junho, Suécia 3×0 País de Gales (Amistoso) – Titular da defesa de Gales, teve uma atuação mediana, sem culpa nos gols sofridos por sua equipe.

11/junho, Eslováquia 1×2 País de Gales (UEFA Euro) – Titular na estreia da equipe galesa na Euro, teve ótima participação na partida jogando como zagueiro pela esquerda, no 5-3-2 de Gales. Com pouco mais de 2 minutos de jogo, salvou em cima da linha o que seria um golaço magnífico de Hamsik.

Eric Dier (Inglaterra)

27/maio, Inglaterra 2×1 Austrália (Amistoso) – Entrou no decorrer da partida para jogar como zagueiro, no lugar de Smalling. Em 17 minutos em campo, quase não teve trabalho, mas em uma das poucas bolas que vieram em sua direção, fez um gol contra bizarríssimo, em um peixinho digno de atacante matador.

2/junho, Inglaterra 1×0 Portugal (Amistoso) – Voltando à titularidade como meia-defensivo, teve grande atuação, dando segurança e qualidade na saída de bola ao meio-campo inglês.

11/junho, Rússia 1×1 Inglaterra (UEFA Euro) – Titular na estreia do English Team na Euro, Dier mais uma vez teve boa atuação como meia-defensivo e foi coroado com um bonito gol de falta.

Mousa Dembélé (Bélgica)

28/maio, Suíça 1×2 Bélgica (Amistoso) – Titular da meia-central, jogou apenas 55 minutos e foi substituído. Atuação discreta.

1/junho, Bélgica 1×1 Finlândia (Amistoso) – Com desconforto na panturrilha, foi desfalque na partida.

5/junho, Bélgica 3×2 Noruega (Amistoso) – Entrou durante o jogo, atuando apenas 6 minutos. Não há muito o que avaliar.

Érik Lamela (Argentina)

28/maio, Argentina 1×0 Honduras (Amistoso) – Titular como meia-armador, teve um desempenho abaixo do esperado, e foi substituído por Gaitán, que acabou tornando-se titular na estreia na Copa América.

7/junho, Argentina 2×1 Chile (Copa América) – Lamela entrou no final do jogo, atuou durante 10 minutos, e obrigou o goleiro Bravo a uma excelente defesa no final da partida.

11/junho, Argentina 5×0 Panamá (Copa América) – Entrou no lugar de Di Maria aos 43 minutos do primeiro tempo, na ponta-esquerda. Jogou bastante tempo, mas teve uma atuação bem discreta.

Não tem a ver com Lamela, mas vale registrar o show de Lionel Messi nessa partida. Ele entrou quando o placar estava apenas 1 a 0 para sua seleção, jogou menos de meia hora, fez 3 gols e criou a jogada do quinto.

Dele Alli (Inglaterra)

27/maio, Inglaterra 2×1 Austrália (Amistoso) – Não participou da partida. Roy Hodgson testou basicamente todos seus reservas no encontro.

2/junho, Inglaterra 1×0 Portugal (Amistoso) – Voltando à titularidade como meia-central, teve atuação discreta, com algumas boas jogadas individuais.

11/junho, Rússia 1×1 Inglaterra (UEFA Euro) – Titular na estreia do English Team na Euro, Alli teve boa atuação, ajudando bastante na criação de meio-campo da Inglaterra.

Christian Eriksen (Dinamarca)

3/junho, Bósnia-Herzegovina 2(4)x(3)2 Dinamarca (Copa Kirin) – Fora da UEFA Euro, a Dinamarca participou de um torneio amistoso no Japão chamado Copa Kirin. Eriksen foi titular como meia-armador e teve ótima atuação, participando do gol que inaugurou o placar. Ele também acertou sua cobrança de pênalti, mas sua equipe perdeu nesta disputa.

Heung-Min Son (Coréia do Sul)

1/junho, Espanha 6×1 Coréia do Sul (Amistoso) – Son foi titular como ponta-esquerda e teve atuação bem discreta no massacre que sua seleção sofreu da Espanha.

Clinton N’Jié (Camarões)

30/maio, França 3×2 Camarões (Amistoso) – Entrou no segundo tempo como meia-direita e foi discreto em seus 20 minutos em campo.

3/junho, Mauritânia 0x1 Camarões (Eliminatórias da Copa Africana de Nações) – Assistiu do banco a vitória de sua seleção na partida.

Harry Kane (Inglaterra)

27/maio, Inglaterra 2×1 Austrália (Amistoso) – Não participou da partida. Roy Hodgson testou basicamente todos seus reservas no encontro.

2/junho, Inglaterra 1×0 Portugal (Amistoso) – Voltando à titularidade como atacante, fez dupla com Jamie Vardy, tendo que muitas vezes sair da área para buscar o jogo, executando bem a função. Foi protagonista do lance mais violento da partida, quando tomou uma voadora do zagueiro português Bruno Alves, que foi expulso na sequência. Detalhe: Kane levantou-se, continuou na jogada e puxava bom contra-ataque, que tinha grande potencial de gol. Mas o árbitro preferiu parar o jogo para expulsar Alves.

11/junho, Rússia 1×1 Inglaterra (UEFA Euro) – Titular na estreia do English Team na Euro, Kane teve boa atuação, não só esperando a bola na área, como também participando bem do jogo.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this pagePin on Pinterest
The following two tabs change content below.

Fábio Malet

Gaúcho de Porto Alegre, bacharel em Ciência da Computação e analista de sistemas. Apaixonado por esportes, tem o jornalismo como um hobby, e, pretende, futuramente, fazer pós-graduação na área. Acompanha o Tottenham desde o começo da temporada 2002-03, por causa de Robbie Keane, do qual tornou-se fã pelo seu desempenho na Copa do Mundo 2002. No Brasil, torce para o Grêmio desde suas primeiras palavras.

Latest posts by Fábio Malet (see all)