Mercado de Transferências – Parte 2: as contratações e um novo time reserva

Após apontar um esboço de time titular e projetar as possíveis saídas do elenco na primeira parte desta série de artigos sobre o mercado de transferências do Tottenham, o segundo texto abordará um assunto provavelmente mais interessante para o torcedor lillywhite: as contratações. Desta forma, nos parágrafos seguintes, serão identificadas algumas lacunas no elenco atual do Spurs, onde há necessidades de novos jogadores, serão apontadas algumas opções do mercado de transferências que mais se adequam a essas lacunas, e, ainda, será projetado um novo time reserva, com estas adições pontuais que, junto ao time titular, formarão um elenco completo e com bastante profundidade.

Time Reserva

Se o time titular é uma certeza, o time reserva é cheio de indefinições e carências. E é até por conta de um elenco de apoio que não estava à altura da equipe principal que o Tottenham não teve melhor sorte nas competições que disputou na temporada. Portanto, há alguns ajustes pontuais que devem ser feitos para preencher estas lacunas do elenco de apoio.

Pensando em um possível time reserva do Tottenham com o elenco que terminou a temporada, provavelmente teríamos algo como: Vorm; Trippier, Carter-Vickers, Wimmer, Davies; Mason, Bentaleb; Son, Chadli, Pritchard (Onomah); N’Jié.

No gol, Vorm é um experiente goleiro reserva, foi à última Copa do Mundo e volta e meia ainda é convocado para sua seleção, mesmo sem ser titular do Tottenham. Tem bom nível e seria titular em muitas das equipes da Premier League. Logo, está longe de ser uma necessidade da equipe.

Os laterais Trippier e Davies foram grandes afirmações do Tottenham na temporada. São jogadores mais defensivos e técnicos, sendo contrapontos interessantes ao estilo mais físico e ofensivo dos titulares Walker e Rose. Cumpriram bem a função quando foram utilizados.

Na zaga, Wimmer é talvez o melhor reserva do elenco e o que mais ameaça algum titular (há quem diga que fez melhor temporada que Vertonghen). Só que durante a lesão de Vertonghen, e principalmente nos jogos das copas, vimos que ele precisa de algum outro companheiro destro, para não precisar abrir mão do volante Dier em outra função (mesmo que natural).

Kevin Wimmer foi o reserva de maior destaque na temporada, mostrando ser uma opção confiável, à altura dos titulares. (Foto: Reprodução / FourFourTwo)

A dupla de meias-centrais, titular na temporada 2014-2015, assustou os torcedores na última temporada. Mason começou a temporada como titular e com boas atuações, sendo o melhor em campo contra o Everton na quarta rodada e fazendo o gol da primeira vitória do time na temporada, contra o Sunderland. Mas lesionou-se no lance do gol e nunca mais jogou na plenitude da sua forma, sendo uma sombra do Mason de outrora. Bentaleb, por outro lado, fez uma temporada para esquecer, perdeu a confiança do treinador Pochettino e precisa urgentemente de novos ares para recuperar seu futebol.

As opções de meias-ofensivos oscilaram bastante. Se Chadli foi um dos melhores (se não o melhor) jogador do Tottenham na FA Cup, ocupando com propriedade o espaço do centroavante titular Kane, na Premier League não foi tão bem assim, apesar de ter feito algumas partidas interessantes vindo do banco. Son fez algumas partidas excelentes e gols decisivos, mas também teve partidas em que tropeçou (literalmente) na bola. Normal para uma primeira temporada de adaptação, apesar de que decepciona pelos valores e status de sua negociação. Pritchard volta de lesão grave, após boa temporada 2014-2015, quando esteve emprestado ao Brentford. Não chegou a completar 90 minutos como profissional na última temporada. Se voltar das lesões com o desempenho de dois anos atrás, pode tornar-se ótima opção para o elenco. Já o jovem Onomah, de bastante potencial, ficou aquém na temporada. O mais indicado é que seja emprestado para adquirir experiência. Em suma, o setor tem bons valores, mas precisa de um jogador mais regular.

No ataque, N’Jié também sofreu bastante com lesões e quase não jogou na temporada. Espera-se que ele jogue mais (em quantidade e qualidade) na próxima campanha. Só que ele não é o homem indicado para substituir Kane no comando de ataque. N’Jié nunca foi esse homem que joga sozinho no ataque. No Lyon, sempre foi um companheiro de movimentação para o também atacante Lacazette. No Tottenham, foi basicamente só utilizado como winger. Portanto, esta é uma lacuna latente na equipe, que deve ser bastante observada neste mercado de transferências.

Sem um reserva da posição no elenco, Kane viu-se obrigado a jogar quase todas as partidas da temporada, até quando lesionou a face, usando uma estilosa máscara personalizada. (Foto: Reprodução / The Sun)

Mas, depois disso tudo que fora descrito, quais são as reais necessidades do Tottenham no Mercado de Transferências? Indo direto ao ponto, creio que o Tottenham necessite contratar cinco jogadores para preencher todas as lacunas que o limitado elenco mostrou na temporada recém terminada: um zagueiro, um meia-defensivo, um meia-central, um meia-ofensivo e um atacante. Já Mauricio Pochettino crê que quatro reforços sejam suficientes, excluindo-se o meia-defensivo citado anteriormente e buscando um zagueiro que exerça as duas funções, atuando basicamente da mesma forma que o também versátil Eric Dier.

Contratações

Nesta seção, serão apresentadas as posições definidas na seção anterior como tendo necessidade de serem reforçadas, definindo algumas características importantes que o jogador da posição precisa ter para preencher esta lacuna. Após, serão apresentados nomes de jogadores que atendem aos requisitos definidos anteriormente, apontando também um pequeno perfil do jogador, junto do valor de mercado que o mesmo possui, segundo o TransferMarkt.co.uk. E, ainda, serão citados alguns outros jogadores da posição que vêm sendo especulados pela imprensa internacional como alvos do Tottenham. Portanto, sem mais delongas, vamos aos nomes.

Zagueiro

O Tottenham necessita de um zagueiro destro, jovem, técnico e versátil, que fez falta quando havia necessidade de poupar os zagueiros belgas, bem como no período em que Vertonghen esteve machucado. Um companheiro confiável para Wimmer no elenco de apoio e que tenha grande potencial para substituir os titulares no futuro. E o caminho mais indicado para suprir essa necessidade é justamente o mesmo de Kevin Wimmer: um jovem e destacado zagueiro da Bundesliga.

O zagueiro Niklas Stark, capitão da seleção alemã sub-21, é um nome interessante para ser observado por Levy e sua trupe. (Foto: Reprodução / Nuremberg FC)

Niklas Stark (£2,63M) – É minha principal opção para esta vaga. Zagueiro alemão do Hertha Berlim, é alto (1,90m), versátil (além de zagueiro, pode ser meia-defensivo e meia-central), jovem (21 anos completados em abril), rápido, forte, com ótimo poder de marcação, bom passe e saída de bola qualificadíssima.

Tin Jedvaj (£6M) – Este defensor croata do Bayer Leverkusen é bastante jovem (20 anos), é ainda mais versátil que Stark (executa as mesmas funções de Stark, além das duas laterais), tem boa técnica e é ótimo no desarme.

André Hoffmann (£1,88M) – Zagueiro alemão, do Hannover 96, tem apenas 23 anos, é ótimo marcador e tem boa técnica, podendo exercer também a função de meia-defensivo. O rebaixamento de sua equipe para a segunda divisão alemã poderia facilitar as negociações com o jogador.

Nicolas N’Koulou (fim de contrato) – O zagueiro camaronês, do Olympique de Marseille, não é tão jovem quanto os anteriores (26 anos), mas, no entanto, já é experiente e está pronto para jogar. Apesar de baixo (1,80m), tem boa impulsão, é forte, excelente marcador e bastante técnico, sendo usado muitas vezes como meia-defensivo (até por conta, também, da baixa estatura). É uma opção que não teria nenhum custo de contratação, exceto salário e demais bônus acertados diretamente com o jogador e seu empresário.

As especulações de início de mercado de transferências já indicam essa busca do Tottenham por um zagueiro, com nomes como Marc Bartra (£9M), do Barcelona, Samuel Umtiti (£9M), do Olympique Lyonnais e o supracitado Nicolas N’Koulou, indicados como possíveis alvos.

Meia-defensivo

A necessidade aqui é por um famoso “primeiro volante”, de grande poder de marcação e bom passe. Busca-se o reserva que Dier não tem, que cumpra bem sua função, principalmente a de juntar-se aos zagueiros para dar liberdade aos laterais ofensivos da equipe.

Levado por Mauricio Pochettino ao Southampton em 2013, Victor Wanyama é um dos nomes mais cotados para vestir a camisa do Tottenham na próxima temporada. (Foto: Reprodução / Afristars.net)

Victor Wanyama (£11,25M) – O meia-defensivo queniano do Southampton, de 24 anos, é bastante forte, tem ótimo poder de marcação e bom passe. Além disso, tem a vantagem de já estar adaptado ao jogo da Premier League. Sua contratação também tem sido bastante especulada, até porque já deixou claro para a diretoria dos Saints seu desejo de jogar a UEFA Champions League. É um negócio bastante possível.

Johannes Geis (£11,25M) – O volante alemão do Schalke 04, de 22 anos, é um dos jogadores mais técnicos do futebol europeu. Sua bola parada é bastante precisa, é lançador, armador, cruzador, passador, grande finalizador de longa distância e tem ótima visão de jogo. No entanto, é muito menos físico que Wanyama (bem mais lento e mais fraco que o queniano) e não está adaptado a Premier League. Por conta disso, Wanyama leva pequena vantagem, apesar de Geis ser tecnicamente melhor jogador.

Danilo Pereira (£6M) – O meia-defensivo português do Porto, de 24 anos, é um jogador bastante parecido com Wanyama: físico, forte, excelente marcador e com bom passe. É um jogador que se adaptaria com muita facilidade ao jogo da Premier League, por conta de sua característica de jogo, e com um preço mais acessível.

Para esta posição, a imprensa especula nomes como o do volante da seleção francesa Lassana Diarra (£5,63M), do Olympique de Marseille, Walace (£4,88M), do Grêmio e Mehmet Topal (fim de contrato), do Fenerbahçe. No entanto, o grande favorito parece ser mesmo Wanyama, que já foi treinado por Pochettino e está forçando a saída do Southampton.

Meia-central

O elenco de Maurício Pochettino necessita de um meia-central (o famoso “segundo volante”) de boa condução de bola, passe qualificado, forte e com boa marcação. Dembélé acabou sendo o jogador mais importante da equipe na temporada e não possuía um reserva a altura. Quando ele saía do time, o resultado geralmente era adverso. É certamente a maior necessidade da equipe no momento.

Levy, por favor, contrate este “negro maravilhoso que sai tabelando e tocando”. (Foto: Reprodução / FIFA)

Moussa Sissoko (£11,25M) – Se a necessidade é por um substituto à altura de Mousa Dembélé, que tal um jogador com basicamente as mesmas características e até (quase) homônimo do meia-central belga? Sissoko é um versátil meia-central (também joga como winger de ambos os lados e meia-ofensivo) francês, de 26 anos, que joga no recém rebaixado Newcastle. É bastante físico (forte, rápido e marcador incansável), mas também com técnica refinada (ótimo em condução de bola, dribles, passes, visão de jogo e finalização). É o pacote completo para resolver o problema da ausência de Dembélé, mas também da ausência de Alli, ou até para disputar posição com os, às vezes instáveis, Lamela e Eriksen.

Stefano Sturaro (£7,5M) – O volante italiano, de 23 anos, é um dos muitos jogadores que a Juventus tem para esta posição, o que diminui bastante o número de oportunidades que ele acaba tendo na equipe, motivo que pode facilitar esta transferência. É um meia-central completo, que atende todos os requisitos citados anteriormente, adicionando ainda um excelente chute de longa distância.

Corentin Tolisso (£5,63M) – O meia-central francês do Lyon tem apenas 21 anos e já é uma realidade no futebol. É um volante que faz tudo bem: marca, ataca, arma e finaliza com qualidade. Além disso, é muito bom no jogo aéreo. Tem bastante potencial, mas já tem qualidade para substituir Dembélé a altura.

As especulações da imprensa internacional falam bastante no nome do meia-central do Atlético de Madrid, Saúl Ñíguez (£15M). Após grande desempenho na temporada, principalmente nas fases agudas da UEFA Champions League, acho bastante irreal sua contratação, para falar a verdade. Além dele, há boatos também do próprio Sissoko, de Cheikhou Kouyaté (£8,25M), do West Ham (que respondeu que queria Harry Kane em troca do senegalês), e do jovem holandês Riechedly Bazoer (£ 11,25M), do Ajax.

Meia-ofensivo

O Tottenham necessita de um meia-ofensivo rápido e criativo, preferencialmente canhoto, e que possa jogar tanto centralizado quanto nos dois extremos do campo. O elenco dos Spurs necessita de um cara que mude a cara de um jogo encardido, com jogadas individuais que abram a defesa adversária. E claro, que tenha capacidade para disputar a titularidade, principalmente, com Lamela e Eriksen.

Berardi e o seu maior algoz na Itália: são oito gols em sete jogos contra o Milan, quatro na sua estreia contra os rubro-negros. É um meia completo e artilheiro que encaixaria como um luva no elenco de Mauricio Pochettino. (Foto: Reprodução / Milan Obsession)

Domenico Berardi (£15M) – O talentoso meia-ofensivo (é preferencialmente winger pela direita, mas tem grande capacidade de jogar pela esquerda, pelo centro e até como um atacante principal mais móvel) italiano, de 21 anos, joga pelo pequeno Sassuolo da Itália e impressiona há pelo menos três temporadas. É canhoto, muito técnico, bastante rápido e um goleador nato. Sua capacidade goleadora é tanta que ultrapassou Messi como jogador que fez 30 gols com menor número de jogos na Europa, com 59 partidas, contra 70 do argentino. Mas ele não vive só de gols. Berardi é um ótimo construtor de jogadas para os companheiros, tendo sido líder de assistências (com 10) da Liga Italiana na temporada 2014/2015, com apenas 20 anos. Foi também o sexto maior artilheiro (com 15) da competição no mesmo ano. Um prodígio! O que poderia atrapalhar uma possível negociação é que a Juventus possui prioridade na compra do jogador, e é desejo do jogador fazer parte do elenco da equipe de Turim na próxima temporada.

Andryi Yarmolenko (18,75M) – O winger-direito (pode jogar também pela esquerda e esporadicamente pelo centro) ucraniano, de 26 anos, do Dynamo Kyiv, está fazendo hora extra no Campeonato Ucraniano. Trata-se de um jogador muito veloz, habilidoso e com uma perna esquerda potente em finalizações de longa distância.

Hakim Ziyech (£7,5M) – O meia-atacante marroquino, de 23 anos, pertence ao Twente, que está com graves problemas financeiros e pode desfazer-se do jogador com maior facilidade. Teve marcas expressivas de 17 gols e 12 assistências na última edição do Campeonato Holandês. É um armador típico, com excelente visão de jogo e um passe refinado, além de ótimo controle de bola e habilidade. Só que ele também sabe fazer bastantes gols, com ótima finalização de média e longa distância e um exímio cobrador de faltas. Não é dos mais rápidos, mas sua técnica compensa bastante.

Bernardo Silva (£11,25M) – O meia-ofensivo (pode jogar tanto do lado do campo, quanto centralizado) português, de 21 anos, joga no Monaco e é um jogador com o perfil ideal para o gosto de Pochettino. Não é muito veloz, muito menos físico, mas tem uma técnica refinadíssima, com ótimos dribles, passes e uma visão de jogo apuradíssima. Tem ótimo potencial, mas precisa urgentemente treinar chutes de média e longa distância.

Para esta posição as especulações são infindáveis. Os próprios Berardi e Yarmolenko já fazem parte dos boatos de transferências do Tottenham há pelo menos dois anos. No entanto, outros dois jogadores surgiram com bastante força nesta última semana: Franco Vázquez (£9,75M), italiano cérebro do Palermo e Marlos (£6M), destaque do Shakhtar Donetsk na temporada, presente na seleção da UEFA Europa League. Segundo as especulações, o Palermo teria recebido oferta de £20M por Vázquez e o Shakhtar já teria rejeitado proposta de £10M por Marlos. Além deles, ventilou-se ainda os nomes de Yunus Malli (6,75M), Adam Lallana (£13,5M), André Schürrle (£13,5M) e Sandro Ramírez (fim de contrato).

Atacante

O esperado reserva de Kane é uma das necessidades mais latentes do elenco do Tottenham. Tudo bem que Kane quase nunca desfalca a equipe, mas fez falta algum centroavante de ofício em alguns momentos na última temporada. Pois bem, o perfil mais indicado é de um atacante jovem, técnico, móvel e de boa finalização de longa distância, que possa tanto substituir Kane, quanto complementá-lo em algumas situações.

O jovem Embolo tem uma carreira meteórica. Tornou-se titular do Basel aos 17 anos, e fez seu primeiro gol pela Suíça aos 18. Olho nele, Paul Mitchell! (Foto: Reprodução / Tages Woche)

Breel Embolo (£15M) – O atacante (também winger em ambos os lados) suíço, de 19 anos, e que joga pelo Basel, da Suíça, é um verdadeiro tanque. Sua força adquirida, aliada a sua velocidade natural, tornaram-no num atacante quase imparável. Soma-se a isso controle de bola, posicionamento, dribles em velocidade e ótima finalização e surge um dos maiores talentos em potencial do mundo no momento. Pelas suas características, sempre que o vejo jogar lembro de Adriano em seu auge na Internazionale e vislumbro a possibilidade de ele chegar nesse nível. Precisa melhorar a finalização de longa distância, o jogo coletivo e o jogo aéreo deficitário para alguém de 1,85m. Mas é uma grande promessa, com enorme potencial e com futebol para já causar algum impacto na Premier League.

Michy Batshuayi (£10,5M) – Atacante (também winger) belga, de 22 anos, pertence ao Olympique de Marseille que, em crise financeira, já quase confirmou sua saída do clube. É um atacante rápido, forte e com ótima finalização, tanto de dentro da área, quanto em chutes de longa distância. Seu posicionamento é impecável para um atacante de seu nível, e possui boa mobilidade e habilidade. Falta-lhe passe e visão de jogo para conseguir ajudar seus companheiros, principalmente em tabelas, mas com o potencial que tem a ser explorado, pode evoluir bastante nestes aspectos.

Cédric Bakambu (£9M) – Vice-artilheiro da última UEFA Europa League, com 9 gols, o atacante (também winger) congolês, de 25 anos e 1,82m, do Villarreal, é uma ótima opção para quem busca um jogador já mais pronto, mas ainda jovem. Bakambu é um grande velocista, com excelente posicionamento, ótima finalização de qualquer distância e em jogadas aéreas, bastante habilidoso e com certa técnica, principalmente em passes mais simples, tabelas e triangulações. O pacote completo de um centroavante de ponta em um jogador, de certa forma, escondido dos grandes holofotes.

Jonathan Calleri (£7,5M) – Artilheiro da Libertadores da América pelo São Paulo, com 8 gols, o atacante argentino, de 22 anos, faz jus aos jogadores clássicos de sua posição e nacionalidade. Raçudo, brigador e técnico, como só os atacantes argentinos conseguem ser, Calleri mostra-se também um ótimo artilheiro, que aparece nos momentos mais importantes das partidas. Nas mãos do conterrâneo Mauricio Pochettino, pode tornar-se um grande jogador, pois tem todos requisitos e potencial para isso.

Esta é a posição que mais tem especulações na imprensa internacional. Dos quatro jogadores indicados, apenas Bakambu não foi alvo de boato de transferência para o Tottenham. Calleri, inclusive, teve sua transferência confirmada extraoficialmente pelo pai. Além deles, outros nomes ventilados foram: Islam Slimani (£11,25M), Saido Berahino (£11,25M), Callum Wilson (£5,25M), Shane Long (£7,5M), Moussa Dembélé (£2,25M), Moussa Konaté (£4,69M), Vincent Janssen (£4,5M), entre outros.

Um elenco mais forte

Tottenham reservas
Um esboço de time reserva que conseguiria dar bastante suporte a um Tottenham que terá uma temporada pesada pela frente. (Foto: Reprodução / FootyFormation.com)

Para finalizar, baseado no principal nome dentre os citados nas posições analisadas anteriormente, foi elaborado um esboço de um novo time reserva para a próxima temporada, apresentado na figura anterior. Um elenco de apoio equilibrado, com jogadores que não deixem os titulares acomodados, que possam substituí-los com absoluta propriedade, em qualquer necessidade, e que tenham qualidade para mudar certos jogos em que a equipe titular não tenha um desempenho esperado. É o maior ajuste que o Tottenham precisa fazer para tornar-se uma equipe temida na próxima temporada.

E para você torcedor do Tottenham, quais as principais necessidades do elenco do Tottenham? Qual seu time titular e reserva ideal? Brinque de ser dirigente do Tottenham por um dia e faça este exercício. De qualquer forma, fica nossa expectativa para que o trabalho de Pochettino, Mitchell e Levy seja o melhor possível neste janela de transferências do verão europeu. Disputaremos três competições domésticas na próxima temporada, com chances de título em todas, além da desejada e idolatrada UEFA Champions League, onde precisamos fazer um papel digno. Podemos ser protagonistas na próxima temporada, mas precisamos de alguns ajustes pontuais. Que o Tottenham tenha bastante êxito neste mercado de transferências!

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this pagePin on Pinterest
The following two tabs change content below.

Fábio Malet

Gaúcho de Porto Alegre, bacharel em Ciência da Computação e analista de sistemas. Apaixonado por esportes, tem o jornalismo como um hobby, e, pretende, futuramente, fazer pós-graduação na área. Acompanha o Tottenham desde o começo da temporada 2002-03, por causa de Robbie Keane, do qual tornou-se fã pelo seu desempenho na Copa do Mundo 2002. No Brasil, torce para o Grêmio desde suas primeiras palavras.
  • Rafael Araújo

    A maioria dessa lista é bem improvável.

    • Fábio Malet

      Eu acho o contrário. Coloquei nomes de times mais modestos e sem grande badalação para justamente mostrar um cenário real. Quando vejo as especulações (até muitas) em cima de nomes como Saúl, Lacazette, Morata, Ibrahimovic, Payet, entre outros, aí sim eu penso parecido contigo.

      • Rafael Araújo

        Pelo histórico do Levy esses nomes estão bem caros, sem contar que alguns são jogadores chaves nos seus clubes e talvez não viriam para ser banco, apesar do Tottenham ser um nível acima. Eu acredito que haverá uma contratação e outras duas ou três de jovens britânicos. Mas de qualquer forma são ótimos nomes, apesar de ainda achar improváveis eu ficaria feliz com todos eles menos o Sissoko. Abraços Fábio.

        • Fábio Malet

          Pois é, o histórico do Levy conta contra o que eu descrevi no texto mesmo. Só que o próprio declarou ter dado carta branca para Pochettino e Mitchell, no momento em que o primeiro renovou seu contrato, por conta do aumento do orçamento e por estar disputando uma UEFA Champions League. E eu também sou um otimista nato. Gosto de sonhar. Uma visão mais realista como a tua é sempre boa, Rafael. Abração!

  • João Marcello

    Na minha opinião, Berardi consegue tirar (facilmente) a titularidade do Lamela. O italiano é mais habilidoso, mais veloz e mais técnico que o argentino.

    • Fábio Malet

      Pode ser João Marcello. Também gosto bastante do Berardi. Como citei ali, esta contratação é justamente para ser uma opção útil no time de reservas e também, para possivelmente, disputar e ganhar a titularidade.

  • Eduardo

    O tottenham deveria ficar de olhos nas limpas de alguns times que não foram bem na última temporada, poderia pegar jogadores com preços bons e que certamente cairiam bem no time do tottenham que é muito bom. Eu acho que viabilizando dentro das necessidades do time jogadores que poderiam cair bem e que se entrosariam rapidamente no elenco, eu traria um zagueiro: Stark (investimento baixo) outra opção seria o Varane (Real Madrid), ele está na reserva e insatisfeito.
    Volante: Wanyama
    Meio Ofensivo: Juan Mata (Manchester United), sempre criticado no Chelsea e United, mas se ver bem foi um dos principais jogadores do United na era Vangall, mesmo criticado, ele é multi funcional, joga pelos lados do campo, como atacante, gira bem o campo, experiente e já adaptado ao futebol ingles.
    Meio Ofensivo/Atacante: Beharino (West Brom), vi jogar em algumas ocasiões, muito bom jogador, precisa apenas de um time melhor.
    Atacante: Sádio Mané (Southampton) tbm vi alguns jogos ótimo atacante, joga pelos lados, tem boa finalização e joga com inteligencia.

  • Fábio Malet

    Pelo menos acertei o Wanyama… xD