Vinte e duas vezes Harry Kane

Quase passou batido em meio à frustração pelo empate com o Liverpool, no último sábado (02). Os dois pontos que ficaram em Anfield Road fizeram com que nossa distância para o líder Leicester subisse para 7 pontos e nos afastaram um pouco mais do sonho do título. Entretanto, o feito de Harry Kane merece destaque. São 22 gols na atual edição da Premier League, a artilharia isolada da competição, e o maior número de gols marcado por um atleta do clube na história da fase moderna da liga. Na última época, Kane já havia marcado 21 e ostentava o recorde, empatado com Gareth Bale.

Considerando também o período anterior à fundação da Premier League, outros jogadores já tiveram números mais expressivos. Martin Chivers, Mark Falco, Clive Allen e Gary Lineker (em duas oportunidades), já haviam alcançado, e até mesmo superado, tal número. Allen, com seus 33 gols na liga 1986-87 continua sendo o maior goleador em uma única edição, sem grandes perspectivas de ser alcançado em um futuro breve. Até porque, ao contrário de ‘certas la ligas por aí’, na terra da rainha os jogos são realmente duros e competitivos, tolhendo a aparição de aberrações goleadoras.

Kane e os artilheiros já ultrapassados (Foto: Reprodução/Instagram)
Kane e os artilheiros já ultrapassados (Foto: Reprodução/Instagram)

Na atual temporada, é sabido que erguer a taça é uma utopia bem distante, por mais que sejamos o perseguidor mais capacitado ao queridinho da mídia. Precisamos somar 7 pontos a mais que o Leicester, em apenas 18 possíveis. Que dá, dá. Mas Kane não poderá perder mais os gols que deixou de fazer no primeiro tempo do último confronto (mesmo que tenha se redimido com uma finalização genial que nos garantiu o empate). É hora de ser absolutamente frio, preciso, cretino e, porquê não, sortudo. A receita, quase impossível, passa por aí.

O arremate cruzado frente ao Liverpool foi o 46° tento de Kane pelo Tottenham na Premier League. E todos esses gols foram anotados em um espaço inferior a dois anos. O primeiro tento foi diante do Sunderland, dia 07 de abril de 2014, ainda como um reserva que usava o número 37. Após mais 2 naquela temporada, vieram 21 bolas na rede com a 18 e agora 22 com a 10. Evolução clara que mandou para o espaço as superstições com relação ao número da camisa, besteira muito alimentada após a dispensa do controverso Adebayor.

Para fechar com mais um número expressivo, os 46 gols deixam o furacão no quinto posto entre os maiores artilheiros do Tottenham na era Premier League. A sequência a ser alcançada, começa com os 48 de Chris Armstrong, algo que esperamos ver demolido ainda nesta época. Entrar no top3, entretanto, demandará muito arroz com feijão (ou fish and chips, como queiram). Robbie Keane e Jermain Defoe anotaram, cada um, 91 gols no torneio com nossa camisa. E o recordista é o ainda mais distante Teddy Sheringham, com 98. Harry manterá o pique da remada? E aí eu deixo a pergunta de um milhão de libras em barras de ouro, que valem mais que dinheiro: até onde Kane poderá chegar, e consequentemente, nos levar? Assim como a dúvida entre Messi e Taison, o tempo dirá.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this pagePin on Pinterest
The following two tabs change content below.

Emerson Araujo

Jornalista, aficionado por futebol, torcedor do Cruzeiro (de nascença) e do Tottenham (desde 2005). Orgulhosamente, um dos fundadores da Tottenham Brasil e colaborador do Guerreiro dos Gramados, site voltado a cruzeirenses. Odeia Guardiolismos e acredita que atacante tem que fazer gol. Acredita que todo dia é um 7 a 1 diferente e não há nada de mau nisso. Exímio treinador no Football Manager.

Latest posts by Emerson Araujo (see all)