UEL – Anderlecht 2×1 Tottenham

Nesta quinta, 22, o Tottenham foi até Bruxelas, para enfrentar o Anderlecht, em partida válida pela terceira rodada da fase de grupos da UEFA Europa League, e saiu derrotado pelo placar de 2 a 1. No panorama do grupo J da competição: o Monaco, que venceu o Qarabag na outra partida da rodada, aparece liderando, com 5 pontos, o Anderlecht vem em segundo, com 4, levando vantagem no confronto direto com o Tottenham, com os mesmos 4 pontos. Na lanterna, o Qarabag tem 3 pontos, configurando, até aqui, o grupo mais equilibrado da competição.

Sem vencer uma partida europeia sequer das últimas 18 que havia feito, o Anderlecht precisava vencer se quisesse se manter vivo e foi o que fez, de virada. Besnik Hasi, treinador da equipe belga, mandou o que tinha de melhor a campo: Proto; Gillet, Kara, Deschatt, Obradovic; Dedoncker, Defour, Tielemans; Praet (Conte), Okaka (Sylla), Ezekiel (Acheampong). Mauricio Pochettino mandou sua equipe quase que completamente titular a campo: Lloris; Trippier, Alderweireld, Vertonghen, Rose; Dier, Dembélé (Alli); Lamela, Townsend (Onomah), Eriksen; N’Jie (Kane).

No início da partida, parecia que o Tottenham iria atropelar o time da casa: Eriksen saíra cara a cara com Proto minutos antes de ter igual oportunidade para abrir o placar, aos 4 minutos de jogo. A partida estava fácil, a defesa do time belga errava muito e o Tottenham conseguia adentrar a área adversária com extrema facilidade. A chance para matar a partida surgiu com Erik Lamela, que recebeu ótimo passe de Eriksen, mas mandou em cima de Silvio Proto. Mesmo assim, o Tottenham não se abatia, até que, aos 13 minutos, quando deu a primeira chance ao Anderlecht, viu Gillet mandar a sobra do escanteio para o fundo das redes e igualando o placar. Ali acabou o futebol do Tottenham, que se viu perdido ao tentar furar uma defesa que ia se recuperando das falhas iniciais.

Vertonghen em disputa de bola com Tielemans. - Foto: espn.com.br
Vertonghen em disputa de bola com Tielemans. – Foto: espn.com.br

Na segunda etapa, um jogo equilibrado ia se desenhando, mas a entrada de Acheampong fez com que o lado direito da defesa do Tottenham sofresse muito. O fraco senso de posicionamento do limitado Kieran Trippier nos custou, até mesmo, o empate, quando o winger do time belga recebeu passe de Praet e avançou com muita facilidade pelas costas do lateral dos Spurs, cruzando para Okaka Chuka, que se antecipou a Vertonghen, virou o placar e decretou os números finais da partida, aos 30 minutos da segunda etapa.

O Tottenham precisa se recuperar na competição e terá dois jogos em White Hart Lane para isso: Anderlecht e Monaco em sequência. Mas antes, precisa focar no seu próximo jogo, contra o Bournemouth, neste domingo. A sequência da equipe é ruim: quatro partidas sem vencer e é fundamental vencer os Cherries, que, neste momento, ocupam apenas a 17ª colocação da Barclays Premier League.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this pagePin on Pinterest
The following two tabs change content below.

Lucas Colenghi

Mineiro de Uberaba (no Triângulo Mineiro). Licenciado em Letras com Habilitação em Português e Inglês pela UFTM. Tenho 22 anos e as duas coisas que eu mais odeio no mundo são: 1- acordar cedo; 2- escanteio curto. Gostar de futebol é legal até você resolver torcer para um time: com o Tottenham não é diferente.
  • wagner

    a escalação do N’jie de centroavante se mostrou equivocada. Sem um jogador da posição, talvez o ideal fosse entrar com o Alli no meio de campo, com Lamela e Townsend ( ou N’jie) abertos, com o Eriksen armando e chegando por dentro e o próprio Alli de elemento surpresa. Trippier já está mostrando que não serve. Talvez seja a hora de se pensar em chamar o Yedlin de volta…