Errou feio, errou rude…

Você já deve ter se deparado com essa frase por aí. Dita, reverberada e repercutida milhões de vezes a partir de um vídeo do canal Porta dos Fundos, no Youtube. O termo, no entanto, refere-se aqui à política de contratações do Tottenham, que parece não aprender com os erros das últimas temporadas. Claro que é notória a capacidade de Daniel Levy em realizar grandes transações conseguindo pagar quantias razoáveis e vendendo bem gente que não presta. Sua responsabilidade com as contas e a saúde do clube a longo prazo é louvável. Mas tudo tem um limite e Levy parece ter se perdido.

Foto: Reprodução / Standard

Mesmo não sendo necessariamente um Deus polinésio, nosso homem forte tem seus truques. Um deles, é arrastar as negociações até o fim da janela, levando presidentes inimigos à beira de um ataque de nervos, até conseguir pagar ou receber a quantia desejada. O mesmo acontece com as negociações salariais na maioria dos casos. A folha salarial dos Spurs é uma das que menos cresce em comparação aos seus rivais diretos, algo que muitos veem de maneira negativa. No entanto, um centro de treinamento de primeira grandeza foi concluído recentemente e abriga hoje nossos atletas. Assim como o sonhado estádio para 60 mil espectadores está sendo construído e já é uma realidade para as próximas temporadas. O aperto de um lado é muito bem compensado por outro.

Porém, é notório que a grande razão de um clube de futebol existir são os resultados dentro das quatro linhas. Nesse aspecto o Tottenham falha, e não é pouco. Hoje, temos como único atacante o onipresente Harry Kane. Além de sermos extremamente dependentes da qualidade da revelação da última temporada, não temos alternativas de esquemas táticos, situações de jogo ou mesmo reposição para eventuais lesões, suspensões ou simplesmente para fazê-lo descansar. Saido Berahino do West Brom é muito cotado como um reforço, mas a negociação vem se arrastando e até agora nada. Outros nomes como Austin, Embolo e Yarmolenko também são muito falados. Mas nada de “We are delighted to announce…”.

Foto: Reprodução / Porta dos Fundos – Youtube

Claro que uma postura menos mimada e imbecil por parte do nosso treinador ajudaria muito nesse aspecto. Emmanuel Adebayor e Aaron Lennon, por exemplo, são jogadores de posições carentes no nosso elenco atual e que deveriam estar sendo aproveitados. Mas Pochettino não gosta deles, por isso nem treinam com o elenco principal. E haja Lamela e Chadli pra envergar a camisa de titular…

Entendemos a necessidade de fazer negócios com inteligência. Mas seria bom a diretoria compreender que quanto antes se tem uma espinha dorsal do time que jogará na temporada, antes vem o entrosamento e consequentemente, os bons resultados. Nos aproximamos da terceira rodada do Campeonato e já estamos cinco pontos atrás dos líderes, algo que poderia ser evitado com um planejamento mais eficiente e reforços já incorporados ao plantel desde a pré-temporada. Não podemos mudar o passado, mas uma atenção maior a estes detalhes pode fazer toda a diferença em estar ou não no almejado Top4, que nos credenciaria ao tão sonhado retorno para a Champions League.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this pagePin on Pinterest
The following two tabs change content below.

Emerson Araujo

Jornalista, aficionado por futebol, torcedor do Cruzeiro (de nascença) e do Tottenham (desde 2005). Orgulhosamente, um dos fundadores da Tottenham Brasil e colaborador do Guerreiro dos Gramados, site voltado a cruzeirenses. Odeia Guardiolismos e acredita que atacante tem que fazer gol. Acredita que todo dia é um 7 a 1 diferente e não há nada de mau nisso. Exímio treinador no Football Manager.

Latest posts by Emerson Araujo (see all)

  • Fernando C.

    Lamela nao da mais. Trocar nosso Lennon Boy pelo argentino é um insulto aos adeptos. Será que nao tem outro Harry Kane na base? Algum momento oh Kane vai se machucar e ai vai ter que improvisar. Levy arrasta demais as transações. No ultimo dia vai e anuncia um pacote de reforços, como sempre faz.

    Com relação ao patrimonio nao podemos reclamar do levy. Ele so fez valorizar e vai brindar oh torcedor com um estadio Top na Europa.

  • Vinicius Moraes

    A mesma situação ocorre com meus dois times do coração: Flamengo e Tottenham. Política de contensão de gastos, quitação de dívidas, contratações timídas e elencos limitados com poucas ou nenhuma peça de reposição.

    A contratação do Berahino já ajudaria bastante, até pelo entrosamento que ele e Kane possuem da seleção de base.

  • Jonas M.

    Ja começou no erro de emprestar o Lennon , 2 Lamela’s não dão 1 Lennon . Ta o peso todo em cima do H.Kane e sem ninguém mais de referência . ta fogo essa gestão . Lennon e certeza e nome de peso do tottenham .

  • Olá pessoal, na minha maneiro de observar, nosso mair problema é a carência de um bom meio-campo. Nossos volantes bentaleb e mason, nem criam nem defendem. Lamela joga muito,mais não se encontrou com ericksen, na minha opinião se eles se entrosassem, seria um dois melhores meio de campo. Diante dessa situação, Kane, fica isolado pois não chega uma bola para ele, e quando vem é cada tijolo. O passe bom tem que vir lá de trás, ou seja dos volantes. Mais essa múmia de técnico, deixou Paulinho ir embora, eu via com algum entusiamo ele jogando com Dembele. Agora é só ladeira a baixo. Espero que isso não afete Kane, caso contrario amargaremos as últimas posições.