Poderia Kane ser o nosso Gerrard?

Todos acompanhamos no sábado a emocionante despedida de Steven Gerrard do estádio de Anfield e consequentemente de sua torcida do Liverpool. O meio-campista marcou época no time vermelho, tendo jogado toda a sua carreira pela equipe da cidade dos Beatles e agora vai desfilar seu futebol nos Estados Unidos. Não escondo a admiração que tenho pelo camisa 8, tampouco o desejo de ter um atleta tão identificado e talentoso aqui no nosso Tottenham. Daí cabe a pergunta, poderia Harry Kane, nosso prodígio, ocupar esse posto?

Tudo que virá abaixo são reflexões, projeções, expectativas. Confirmar-se-ão, são outros quinhentos. Kane é ainda um jogador muito novo, que acabou de explodir como um grande nome no cenário europeu, deixou de ser a terceira opção do ataque para virar titular, artilheiro, craque do time e alcançar uma vaguinha no English Team, onde também estreou com gol. Teria o jovem potencial técnico e psicológico para aguentar toda a pressão que virá por um rendimento alto regular e, especialmente, para segurar as inevitáveis investidas de clubes mais poderosos caso seu rendimento se mantenha?

O Tottenham teve uma geração mágica recentemente. Jogadores como King, Keane, Berbatov, Defoe, Modric, e, principalmente, Gareth Bale, fizeram o escrete ser respeitado a nível continental e mais valorizado mundialmente. Harry Kane é o mais novo expoente e os “Real Madrid’s” da vida já o estão monitorando, sabemos disso. Kane teve uma época espetacular, explodiu e tem agora o desafio maior, se manter em alto nível. Acredito piamente na qualidade do atacante, especialmente por suas maiores virtudes não serem muito ligadas a questão física, mas ao recurso técnico, principalmente na finalização. Com treinamento e bons companheiros com quem dialogar, sua tendência é melhorar ainda mais.

Gerrard foi um monstro com a camisa vermelha. Surgiu de forma mais modesta que Kane, foi crescendo e se tornando uma lenda como reserva, onde gradativamente ganhou a posição. O nosso Harry teve trajetória distinta, rodou bastante em empréstimo por times menores. Mas podemos dizer que no primeiro nível, ambos só defenderam uma camisa até agora. Steven Gerrard capitaneou o Liverpool por vários anos, sendo fundamental em conquistas como a Champions League, sobre o Milan em épica final. Deixa o clube sem um título da Premier League, algo que não desqualifica de forma alguma o seu tamanho na história.

Kane ainda está no início da sua carreira, toda a calma é necessária. Se conseguirá chegar a grandes feitos pelo Tottenham, é utópico e impossível dizer. Mas sonhar não custa nada, pelo que dizem. E do furacão de White Hart Lane, não é razoável duvidar.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this pagePin on Pinterest
The following two tabs change content below.

Emerson Araujo

Jornalista, aficionado por futebol, torcedor do Cruzeiro (de nascença) e do Tottenham (desde 2005). Orgulhosamente, um dos fundadores da Tottenham Brasil e colaborador do Guerreiro dos Gramados, site voltado a cruzeirenses. Odeia Guardiolismos e acredita que atacante tem que fazer gol. Acredita que todo dia é um 7 a 1 diferente e não há nada de mau nisso. Exímio treinador no Football Manager.

Latest posts by Emerson Araujo (see all)

  • Matheus M.

    Eu diria que ele pode sim e todos nós estamos contando com isso. Talvez não uma história repleta de títulos, mas sim que fique marcada pelo amor ao clube, pela dedicação ao clube, pela raça em campo….

  • fernando c.

    Dificil eh manter diante de tantas propostas q virao. So o tempo dirá.