Tottenham 2×0 Hull

O Tottenham encerrou sua participação frente a torcida na temporada de forma animadora. Se o desempenho na época esteve bem longe do desejável, neste sábado (16) a vitória sobre o Hull City por 2×0 trouxe uma pontada de alívio para Pochettino e seus jogadores. Nacer Chadli e Danny Rose marcaram os gols da vitória dos Spurs, que estreou com sucesso o novo uniforme.

Vindo de momento ruim, o Tottenham buscava dar uma resposta aos críticos e encerrar dignamente sua participação na temporada. Inegavelmente já pensando na próxima temporada, Pochettino não fez grandes mexidas na equipe, mandando a campo Lloris; Dier, Fazio, Vertonghen, Rose; Bentaleb, Mason, Lamela, Eriksen, Chadli; Harry Kane. Já Steve Bruce escalou seu desesperado Hull City com Harper; Chester, Dawson, McShane; El Mohammady, Meyler, Huddlestone, Quinn, Brady; N’Doye e Jelavic.

Como já se tornou praxe, o Tottenham tinha a bola por mais tempo mas não criava oportunidades. Sua zaga também não mostrava segurança e o atacante Jelavic teve pelo menos duas boas ocasiões para marcar, parando no travessão em uma delas. Dois times de pouca inspiração, pontaria ruim e muita disposição. Este foi o panorama da primeira etapa. Na volta do intervalo, o Tottenham conseguiu uma faísca de bom futebol e neste momento ganhou o jogo. Aos 54′, Lamela arrancou pelo meio e fez ótima enfiada para Nacer Chadli. O belga recebeu em posição duvidosa, driblou o goleiro Harper e tocou para as redes, abrindo o marcador.

Foto: Getty Images

Aos 61 minutos, o golpe de misericórdia. Ryan Mason na intermediária acertou belo passe por elevação que encontrou Danny Rose em boa projeção, para bater de perna direita, sem deixar a bola cair, e fazer 2×0. O belo gol de Rose (ostentando um horroroso cabelo tingido de vermelho), não matou o Hull, que voltou a criar chances e finalizar mal. Lloris não teve muito trabalho porque a pontaria adversária era ridícula. No fim, um satisfatório 2×0 em favor dos Spurs, que chega a 60 pontos, mantendo-se na sexta colocação na tabela.

Na próxima rodada, a derradeira partida da temporada, os Spurs viajam até Liverpool onde enfrentam o time do Everton, no próximo domingo (24). A vaga na Liga Europa virá com certeza apenas em caso de vitória sobre os Toffees. Se empatar, o Tottenham dependerá do resultado do Southampton, que encara o Manchester City no Etihad Stadium.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this pagePin on Pinterest
The following two tabs change content below.

Emerson Araujo

Jornalista, aficionado por futebol, torcedor do Cruzeiro (de nascença) e do Tottenham (desde 2005). Orgulhosamente, um dos fundadores da Tottenham Brasil e colaborador do Guerreiro dos Gramados, site voltado a cruzeirenses. Odeia Guardiolismos e acredita que atacante tem que fazer gol. Acredita que todo dia é um 7 a 1 diferente e não há nada de mau nisso. Exímio treinador no Football Manager.

Latest posts by Emerson Araujo (see all)

  • wagner

    Chegando o fim do campeonato e o Tottenham brigando pelo título de “melhor do resto”. Olhando pra trás, depois de todos os solavancos e derrapadas, a tão sonhada vaga na UCL escapou nos jogos contra os outros do resto. Crystal Palace 1e1d, West brom 1d, Stoke 2d, Sunderland 1e, Newcastle 1d, Burnley 1e, Aston villa 1d, West Ham 1e, e ainda falta um jogo contra o Everton no Goodison Park. Aí, contra o resto, perdemos 25 pts. Não imagino 100% contra estes, seria presunção. Mas com 12 destes 25, O M. UTD está garantido na UCL. Talvez antes de querermos um timaço que brigue contra Chelsea, M. City e M. UTD., precisamos de um time que não tropece tanto. É a minha visão.
    Que venha a temporada 15/16!

  • fernando c.

    Continuo m perguntando pq erikssen caiu tanto de producao. Pessimo momento pra isso acontecer.

    Se for pra jogar liga europa pra perder eh melhor nem ir. Time A na LE!! Chega d por time reserva.

    • Vinícius

      Concordo, com esse time está claro que não conseguiremos nunca ir pra UCL pelo campeonato inglês. É melhor colocar os titulares para concorrerem com sevilhas, Fiorentinas, Besiktas e dnipros da vida do que com arsenal, manchester city, liverpool e manchester united, que estão não só a 1, mas a vários passos a nossa frente.