Quem é Dele Alli?

Que a política de formação do elenco do Tottenham voltou-se para jovens talentos é algo que já reforçamos, aqui, algumas vezes. Já se sabe, também, que a contratação de Paul Mitchell foi concluída com o intuito de que ele ajude Mauricio Pochettino a encontrar jogadores promissores, que tenham a capacidade de se adaptar ao que o treinador argentino entende como práticas futebolísticas no mercado, de forma que, com o atual e crescente trabalho da base, o Tottenham forme um elenco novo e competitivo.

A tendência geral, com o fim melancólico de temporada que está se desenhando, é pensar em quem vamos contratar na janela de verão, mas o processo de renovação do elenco já foi iniciado. Em meio a uma vagarosa janela de inverno, em janeiro deste ano, o Tottenham surgiu com um nome peculiar: Bramadele “Dele” Alli, meio-campista de 19 anos, do MK Dons. A transferência foi efetuada em 5 milhões de libras, com o jogador podendo defender o MK Dons por empréstimo até o final da atual temporada de 2014/2015.

Dele Alli em sua apresentação, no Tottenham, em janeiro. – Foto: Tottenham Hotspur Official

Mas quem é esse Dele Alli? Não vou nem comentar que nós não o conhecíamos no Brasil, isso é evidente. Dele é formado em Milton Keynes, nascido lá, foi moldado pela cultura da cidade, após chegar ao MK Dons, em 2007, rapidamente escalou as categorias de base, tendo sua chance como profissional já em 2012, com apenas 16 anos de idade. E de onde surgiu o interesse do Tottenham pelo jogador? Bem, podem dizer que não foi só ele o responsável, mas Paul Mitchell jogou no time em que Dele Alli se formou, de 2004 a 2009, e parece que desde lá já tinha um olho apurado para identificar bons jogadores.

Dele já jogou em todas as categorias de base da seleção inglesa possíveis até aqui: sub-17, sub-18 e sub-19. Em sua carreira, via Soccerbase, foram 60 partidas pelo MK Dons e 21 gols, bom número, para um meio-campista que pode ser identificado como box-to-box, ou seja, aquele que vai de “área a área”, faz a transição de jogadas e tem aquela famosa característica: ataca com a mesma qualidade que defende. O Tottenham enfrentou concorrência direta do Liverpool para poder contar com a jovem promessa, mas Karl Robinson, treinador do Milton Keynes, diz saber o motivo de Alli ter escolhido os Spurs, em entrevista concedida ao jornal Here is the city.

“Outros dois clubes haviam procurado por Dele no mesmo dia, mas ele se convenceu pelo futuro que teria nos Spurs, os jogadores ingleses do time e os pratas-da-casa. Então ele foi até o centro de treinamento e pode confirmar tudo isso por ele mesmo.” – disse Robinson ao jornal, entendendo que a estrutura do Tottenham e o trabalho com a base foram fundamentais para Alli escolher ser treinado por Mauricio Pochettino.

Não está convencido de que ele pode ser uma boa aposta para o futuro do clube? Talvez o jornalista, torcedor do Tottenham e blogueiro do ESPN FC britânico, Nick Dorrington possa nos explanar melhor quem é esse jogador. Sobre o estilo de Dele Alli, ele explica:

” O ídolo de Alli, enquanto crescia, era o meio-campista do Liverpool, Steven Gerrard, e ele tem algo do jovem Gerrard em seu estilo de jogo. Alto, atlético e com boa técnica, ele é o verdadeiro meio-campista box-to-box, tendo a qualidade de pegar a bola com os zagueiros e avançar no campo, fazendo a transição para o ataque. Nesta temporada foram 12 gols em 27 partidas, mostrando que pode ser uma verdadeira ameaça nos momentos finais dos jogos.”. E ainda completa que, mesmo podendo ainda ser um pouco precipitado nas divididas e não ter um senso tático tão apurado, pela idade, Alli é muito móvel, para sua altura, tem um bom controle da posse de bola e sabe fazer gols.

Veja alguns lances do jovem meio-campista:

Não há muito mais o que ser falado sobre o jogador, claro que é uma aposta, mas me parece ser uma aposta a se ver com bons olhos. Alli tem respaldo nas divisões de base de seu país e tem muito a crescer, ainda, como jogador. Atletas do perfil de Dele-Alli são exatamente o que Pochettino busca: jovialidade, comprometimento e capacidade de se moldar à sua filosofia de jogo.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this pagePin on Pinterest
The following two tabs change content below.

Lucas Colenghi

Mineiro de Uberaba, no Triângulo Mineiro, graduando em Licenciatura em Letras com Habilitação em Português e Inglês. Tenho 21 anos e as duas coisas que eu mais odeio no mundo são: 1- acordar cedo; 2- escanteio curto. Gostar de futebol é legal até você resolver torcer para um time: com o Tottenham não é diferente.

Latest posts by Lucas Colenghi (see all)