Tottenham 0x1 Aston Villa

Em atuação vergonhosa e desinspirada, o Tottenham foi batido pelo Aston Villa na manhã deste sábado (11) por 1 a 0, mesmo jogando em White Hart Lane. O belga Cristian Benteke marcou o único gol do jogo. O resultado fez o Tottenham cair para a sétima posição na tabela e sepultar de vez (não matematicamente) suas possibilidades de classificação à próxima Liga dos Campeões.

Pochettino insistiu na mesma formação falida de toda a temporada. Com desfalques como o zagueiro Vertonghen, o goleiro Lloris e o lateral Walker, mandou a campo Vorm; Chiriches, Fazio, Dier, Rose; Bentaleb, Mason, Eriksen, Chadli, Townsend; Kane. Tim Sherwood, ex-comandante dos Spurs demitido ao final da última temporada, alinhou seu Villa com Guzan; Bacuna, Vlaar, Clark, Richardson; Sanchez, Cleverley, Delph, Grealish, Agbonlahor; Benteke.

Foto: Reprodução / BBC

O Tottenham começou a partida esboçando uma pressão e dominando a posse de bola, como sempre faz. No entanto, não sabia o que fazer com a pelota e poucas chances criou durante o embate. O único jogador que demonstrava alguma lucidez e conseguia incomodar era o lateral Rose, que está longe de ser tecnicamente um primor. O sonolento Eriksen, aliado a mais uma péssima exibição dos pontas Chadli e Townsend fazia o jogo do Tottenham ficar modorrento, sem fluência. O Aston Villa parecia com medo, não chegava ao ataque. Quando o fez, marcou. Cruzamento de Bacuna na marca do pênalti, Benteke antecipa a Fazio e cabeceia no canto. Vorm não tentou a defesa e a bola tocou na trave antes de ganhar as redes, aos 35 minutos.

O segundo tempo manteve o mesmo estilo. Um time sem criatividade, contando com um Harry Kane extremamente marcado (e jogando mal) contra um Aston Villa cada vez mais confiante. Os visitantes tiveram pelo menos três boas ocasiões para ampliar o placar, mas falharam a conclusão. Sem atacar bem, sem pressionar, sem apresentar nada de positivo o Tottenham foi vencido muito antes do apito final. No fim do duelo, os jogadores começaram a se estranhar com uma série de entradas violentas, culminando na expulsão do volante Sanchez, pelo segundo amarelo.

O placar ficou nisso, Aston Villa 1 a 0. O Tottenham não perdia para este adversário há 13 encontros, mas “Pochettino e seus white caps” são especialistas em quebrar recordes, principalmente os negativos. Restando seis rodadas para o fim da liga, é coletiva uma sensação de que restam apenas amistosos de luxo e o desejo de que chegue logo a próxima temporada. O próximo martírio será no próximo domingo (19), uma visita ao St James Park, para enfrentar o Newcastle.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this pagePin on Pinterest
The following two tabs change content below.

Emerson Araujo

Jornalista, aficionado por futebol, torcedor do Cruzeiro (de nascença) e do Tottenham (desde 2005). Orgulhosamente, um dos fundadores da Tottenham Brasil e colaborador do Guerreiro dos Gramados, site voltado a cruzeirenses. Odeia Guardiolismos e acredita que atacante tem que fazer gol. Acredita que todo dia é um 7 a 1 diferente e não há nada de mau nisso. Exímio treinador no Football Manager.

Latest posts by Emerson Araujo (see all)