A Final da Copa da Liga: o veredito de Mauricio

Pochettino consolando Hugo Lloris ao final da partida – Tottenham Hotspur Official

Mauricio Pochettino falou sobre a importância que mesmo uma derrota pode ter em uma equipe tão jovem quanto a do Tottenham.

“Isso é algo que você tem que passar para que, na próxima experiência, numa próxima final, o resultado não se repita.” – disse Mauricio.

O Chelsea ganhou após dois chutes desviados encontrarem as redes: John Terry abriu o placar em chute de curta distância após a defesa não conseguir cortar cruzamento de Willian em bola parada e Diego Costa aproveitou-se do desvio em Kyle Walker para bater Lloris e decretar o placar final em 2 a 0.

O primeiro gol foi um grande golpe, após um bom primeiro tempo, contando com um chute no travessão de Christian Eriksen.

Mas as chances não foram tão boas na segunda-etapa e mesmo com toda a luta da equipe, o Chelsea acabou se sagrando campeão.

“Estamos todos desapontados pelo resultado, mas ao mesmo tempo estou orgulhoso de nossos jogadores. Lutamos e jogamos com o coração, dentro de campo.”.

“Também estou desapontado pelos nossos torcedores, eles foram brilhantes.”.

“Sempre tentamos mostrar nosso caráter.”.

“No futebol, você sempre precisa da sorte. Hoje, fomos muito melhores que o Chelsea na primeira-etapa, mas concedemos um gol no último minuto.”.

“Na segunda-etapa, precisamos nos arriscar mais contra o Chelsea, um dos melhores times no mundo, que estava numa situação confortável quando jogava no contra-ataque.”.

“Pressionamos, mostramos nosso caráter e são esses pontos positivos que temos que levar conosco.”.

Matéria no site oficial do clube.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this pagePin on Pinterest
The following two tabs change content below.

Lucas Colenghi

Mineiro de Uberaba (no Triângulo Mineiro). Licenciado em Letras com Habilitação em Português e Inglês pela UFTM. Tenho 22 anos e as duas coisas que eu mais odeio no mundo são: 1- acordar cedo; 2- escanteio curto. Gostar de futebol é legal até você resolver torcer para um time: com o Tottenham não é diferente.