Fábrica que emperrou a construção do novo estádio do Tottenham amanhece em chamas

Na madrugada de hoje (25), a fábrica da Archway Street Metal Works LTDA, empresa vizinha do White Hart Lane, precisou da intervenção de bombeiros para conter as chamas que devastaram todo o segundo andar e metade do piso térreo.

O incêncio começou por volta das 4h da madrugada por motivos ainda desconhecidos. Só a partir das 5h15 a situação começou a ser controlada pelo corpo de bombeiros e pela polícia local.

Bombeiro tenta apagar as chamas no segundo andar da fábrica

A fábrica, como supracitado,  fica literalmente ao lado do White Hart Lane (uma pequena parte do estádio até aparece à direita, na imagem acima) e é peça-chave nas obras do novo estádio do Tottenham, já que está situada no terreno há 50 anos e o clube, há pelo menos dez anos, tenta comprar suas instalações para erguer o sua nova casa nas dependências.

A Archway Street Metal Works é a única empresa remanescente nas redondezas do White Hart Lane (todas as outras já foram compradas e deslocadas para o centro da cidade), mas seu dono, Peter Josif, se recusa a vender a área e têm sido uma grande pedra no sapato de Daniel Levy.

A imagem mostra o White Hart Lane e logo acima o terreno da Archway

A persistência de Josif foi o que estragou os planos de Levy e vêm atrasando o início da construção, que já teve seu prazo de entrega adiado em pelo menos um ano.

Tablóides e outros jornais sensacionalistas, enquanto as investigações não são feitas e a situação da fábrica não é normalizada, afirmam que o incêndio tenha sido causado por torcedores do Tottenham.

Se a compra do terreno já era difícil antes do ocorrido, agora a história deve se complicar mais ainda.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this pagePin on Pinterest
The following two tabs change content below.