Tottenham 1×2 Stoke City

Domingo, dia 9, se você é torcedor do Tottenham, meus parabéns, você é um cara de força. A equipe tinha tudo para ganhar o jogo de hoje, recebia o Stoke City no White Hart Lane, local que eu já não sei se posso mais chamar de casa. Pochettino, mais uma vez, mudou a escalação, mas aparentemente era para ser algo positivo: Harry Kane fazia sua primeira partida como titular na Premier League.

Mauricio Pochettino, mais uma vez, apostou no, contestável, 4-2-3-1: Lloris; Naughton(Expulso, 85′), Fazio, Kaboul, Rose; Capoue (Adebayor), Mason; Townsend (Dembélé), Eriksen (Lamela), Chadli; Kane. Já Mark Hughes, que contou com alguns desfalques de última hora, e também durante o jogo, mandou o que tinha de melhor a campo: Begovic; Bardsley (Cameron), Wilson (Muniesa), Shawcross, Pieters; Nzonzi, Sidwell; Moses, Walters, Bojan (Ireland); Diouf.

Pela escalação, Pochettino já havia perdido o jogo: com a escalação de Fazio, a ideia era parar o jogo aéreo do Stoke City, com o sempre acionado Peter Crouch. Mas Mark Hughes foi esperto, escalou um time veloz para apostar nos contra-ataques diante da lenta defesa do Tottenham. E o Stoke ainda deu a sorte de enfrentar um Tottenham, que já não é muito criativo, em um dia terrível.

Tottenham sucumbiu, mais uma vez em seus domínios, para um adversário mais fraco no campeonato, dessa vez o Stoke City é que fez o trabalho. – Trivela

O Tottenham parecia que ia começar com tudo, aos 2 minutos, Harry Kane perdeu uma boa oportunidade após cruzamento de Nacer Chadli, mas parou por aí a boa partida do Tottenham. Aos 6, Bojan pegou a bola no meio campo e arrancou em direção à área de Lloris, como se não houvesse adversário, até acertar um belo chute da entrada da área e abrir o placar para os visitantes. Os Spurs se perderam totalmente na partida. Em uma saída errada de jogo, Bojan fez boa jogada pela direita e cruzou para Walters, cara a cara com Lloris, completar pro gol, livre: 2 a 0, Stoke.

No segundo tempo, Pochettino tentou ter mais controle de bola e um melhor passe, mas foi tudo em vão, as entradas de Dembélé e Lamela pouco adiantaram e a equipe continuava nula. O Stoke City sempre esteve mais perto do 3º gol do que o Tottenham de tentar uma reação. Mesmo com o gol de Chadli, em belo voleio, aos 77′ de jogo, após cruzamento de Rose, o Tottenham não se acertava. Adebayor entrou no lugar de Capoue, mas errava tudo o que tentava. A má atuação foi “coroada” com a expulsão de Naughton, aos 85′. Estava decretada mais uma derrota dos Spurs em um local em que não dá mais para ser chamado de “domínios”.

Agora os campeonatos, na Europa, param por uma semana, para a realização de jogos durante a data FIFA. Pochettino está totalmente pressionado. Daniel Levy disse confiar no argentino, mas mesmo a torcida inglesa já está impaciente e já se vê muito “Sack Pochettino” em páginas de torcidas do clube nas redes sociais. Essa derrota entra para mais uma das várias que o Tottenham sofre na temporada, que desanimam a todos: pouco futebol e mando de campo inefetivo.

 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this pagePin on Pinterest
The following two tabs change content below.

Lucas Colenghi

Mineiro de Uberaba (no Triângulo Mineiro). Licenciado em Letras com Habilitação em Português e Inglês pela UFTM. Tenho 22 anos e as duas coisas que eu mais odeio no mundo são: 1- acordar cedo; 2- escanteio curto. Gostar de futebol é legal até você resolver torcer para um time: com o Tottenham não é diferente.

Latest posts by Lucas Colenghi (see all)

  • wagner

    Não ficarei surpreso com uma mudança de comando durante a semana. Mas já ficou evidente que com esses jogadores não vai passar disso. Sherwood fica até parecendo um bom treinador se comparado com o Pocchettino. E ao olhar pra campanha dos Saints nesta temporada, fica a dúvida se o time da temporada passada, com Lallana, J. Rodriguez e Lambert, não teria ido mais longe se o mandatário tivesse realmente dispensado o Pocchettino como queria ter feito durante a temporada.

  • Vinícius

    “Ele é um bom treinador. Eu realmente gostava de jogar com ele. É uma pena que ele não tenha renovado e ficado por lá por um longo período. A maneira como ele fala sobre o clube e como ele se sente com isso… eu tenho certeza que ele teria feito um bom trabalho.” Gilfy Sirgudson

    Volta Tim! Qualquer um pode ser melhor que Pocchettino

  • DIEGO CASTANHA

    Muita coisa errada, cada jogo uma escalação diferente, jogadores de maior qualidade no banco como Lamela e Vertoghen, um monte de volante de merda e o Paulinho ainda tem poucas chances e nem relacionado vem sendo na PL sendo que na temporada passada ele fez 6 gols, e as saídas de Sirgudsson e Holtby que se estivessem poderiam estar dando outra cara ao time, enfim está tudo errado!

    • wagner

      concordo com quase tudo, exceto na questão do Lamela. Ele só aparece bem em jogo resolvido, quando precisa que ele resolva a parada, não faz nada.