Arsenal 1×1 Tottenham

Arsenal e Tottenham vieram a campo nesse sábado (27) para o tão aguardado North London Derby. Num jogo de muita luta e boas oportunidades de parte a parte, o Tottenham sofreu grande pressão mas saiu com o empate do Emirates Stadium. Chadli marcou o gol dos Spurs e Chamberlain anotou o gol de empate do time da casa.

Em momento irregular na competição mas vindo de vitória pela Capital One Cup, Maurício Pochettino surpreendeu usando Mason e Naughton entre os titulares. O belga Vertonghen foi outro que recuperou sua condição de titular. Assim sendo, a equipe foi a campo com Lloris; Naughton, Kaboul, Vertonghen, Rose; Capoue, Mason, Eriksen, Lamela, Chadli; Adebayor. O treinador rival, Arséne Wenger, alinhou seu Arsenal com Szczesny; Chambers, Mertesacker, Koscielny, Gibbs; Arteta, Ramsey, Wilshere, Chamberlain, Ozil; Welbeck.

Foto: Reprodução / theguardian

Como era de se esperar, o Arsenal começou a partida pressionando muito. Porém as poucas chances claras de gol criadas esbarravam em uma atuação excelente do goleiro Lloris. No contra-ataque os Spurs tentavam criar suas oportunidades mas errava muito no último passe e raramente causava perigo ao goleiro adversário. O primeiro tempo terminou sem gols, sendo que Chadli e Adebayor desperdiçaram as melhores chances da equipe pegando mal na bola em ambas as oportunidades e chutando fora do alvo.

A etapa complementar iniciou ainda pior para os Yids que viam seu rival pressionar e ter vários escanteios. Lloris seguia fazendo milagres e contando com atuação segura da defesa que continha a pressão como podia. Aos 56′, em um raro momento de pressão na saída de bola dos mandantes, Eriksen roubou a bola de Flamini e deixou para Lamela que deu ótima assistência para Chadli dominar e finalizar rasteiro na saída de Szczesny abrindo o placar. E festa na torcida dos Spurs, calando o covil adversário.

A festa no entanto não durou muito. O Tottenham se retraiu e pouco ameaçou nos contragolpes. Lloris fez defesa espetacular em cabeceio de Mertesacker, lembando o histórico Gordon Banks. Mas aos 74′, nem o monstro Lloris conseguiu salvar. Lamela errou a tentativa de espanar e a bola caiu com Alexis Sanchez. O chileno tocou para Ozil que chutou cruzado. A bola desviou em Kaboul e após a furada de Welbeck, se ofereceu limpa para Chamberlain finalizar com muita força e empatar o jogo. Com uma saraivada de bolas na área o time da casa tentou a pressão no fim, mas não conseguiu concluir com perigo.

Com o resultado o Tottenham perde uma posição na tabela, sendo ultrapassado pelo Manchester United, e se encontra no oitavo posto com 8 pontos. O Arsenal está em quarto, com dois pontos a mais. O próximo confronto dos Spurs será na próxima quinta (02), frente ao Besikitas pela Europa League. Pela Premier, recebe o Southampton no próximo domingo, em White Hart Lane.

NOTAS

LLORIS: Uma série de defesas importantes durante todo o jogo. Em especial, a cabeçada de Mertesacker no segundo tempo valeu o ingresso. Melhor em campo e o craque do time. NOTA: 9,0

NAUGHTON: Surpreendentemente não comprometeu. Ofensivamente produziu muito pouco e muitas vezes deu espaço para quem caía no seu lado. Entretanto foi melhor do que sua média pessoal. NOTA: 6,0

KABOUL: Tirou praticamente todas as bolas. Assim como Naughton, era um grande temor antes da partida mas se portou bem de modo geral. Poderia ter feito coisa melhor no gol do adversário, e é a única mancha em sua atuação. NOTA: 7,0

VERTONGHEN: Retornando ao time titular na vaga de Chiriches, foi seguro em quase todo o confronto. Um erro grave em cada etapa, mas não aproveitado pelo adversário. Teve juntamente com Kaboul uma atuação firme. NOTA: 6,5

ROSE: Travou duelos duríssimos com Chambers e Chamberlain e na maioria se saiu bem. Não conseguiu muita coisa na frente e também teve lapsos na marcação. Saiu cansado no fim. NOTA: 6,5

CAPOUE: Desarmou muito, lutou e tentou ligar os contra-ataques da equipe em algumas oportunidades. Vem melhorando sensivelmente o nível de seu futebol com um maior ritmo de jogo. NOTA: 7,0

MASON: A surpresa de Pochettino, começou nervoso e depois tomou conta do meio-campo. Mostrou frieza para distribuir o jogo, disposição para correr muito e até mesmo uma maldade para chegar com violência em Ozil e merecer o amarelo. Excelente atuação. NOTA: 8,0

ERIKSEN: Teria uma nota baixa pela incrível quantidade de erros em passes e cruzamentos. Mas tomou a bola de Flamini no lance do gol e salvou sua exibição pouco inspirada. NOTA: 6,0

LAMELA: Oscilou muito e foi decisivo no gol do Tottenham com uma linda assistência. Tem dificuldades em aguentar os 90 minutos em uma partida tão intensa e acabou falhando no início do tento adversário. Merece aplausos pela dedicação. NOTA: 6,5

CHADLI: Marcou o gol da equipe, o que é o mais importante. Brigou bastante mas desperdiçou uma oportunidade clara no primeiro tempo. Não é o jogador dos sonhos de ninguém, mas vem sendo bem efetivo e ainda mandou os rivais calarem a boca. NOTA: 7,0

ADEBAYOR: Não cumpriu sua função de ser a referência na área, caindo demasiadamente pelos lados. Nem lembra o fulminante atacante da última temporada e precisa urgentemente recuperar seu melhor futebol. Fisicamente batido com muita facilidade pelos adversários. NOTA: 5,0

DIER: Entrou no fim em tempo de ceder vários escanteios para o adversário e mandar um cruzamento na arquibancada. Jogou com seriedade e fez o que era possível nos poucos minutos. NOTA: 5,0

BENTALEB: Uma das substituições que matou qualquer chance de contra-ataque da equipe. Independente disso, foi firme nos minutos em campo conseguindo algumas roubadas de bola. Mas não tinha para quem passar na frente. NOTA: 5,0

LENNON: Entrou para ser uma opção de velocidade, mas novamente mal aproveitado por Pochettino, se tornou apenas um ajudante de Rose na marcação pela esquerda. Tomou amarelo e buscou ajudar, sendo extremamente voluntarioso. NOTA: 5,5

POCHETTINO: Deu sorte de certa forma com a escalação de Mason. O garoto não sentiu o clássico e fez um jogo excelente. A defesa se comportou melhor com Kaboul e Vertonghen e aparentemente não deve ser mexida nos próximos jogos da Liga. Poderia ter usado Townsend ou Lennon como opção de velocidade no segundo tempo, mas tentou segurar o resultado e viu a equipe ser amassada pelo rival, que conseguiu o empate. Parece não confiar muito em alguns jogadores e tem em Lloris o seu amuleto, assim como Villas-Boas tinha Bale. Precisa criar alternativas para o setor ofensivo. NOTA: 6,0

 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this pagePin on Pinterest
The following two tabs change content below.

Emerson Araujo

Jornalista, aficionado por futebol, torcedor do Cruzeiro (de nascença) e do Tottenham (desde 2005). Orgulhosamente, um dos fundadores da Tottenham Brasil e colaborador do Guerreiro dos Gramados, site voltado a cruzeirenses. Odeia Guardiolismos e acredita que atacante tem que fazer gol. Acredita que todo dia é um 7 a 1 diferente e não há nada de mau nisso. Exímio treinador no Football Manager.

Latest posts by Emerson Araujo (see all)

  • Vinícius

    Apesar do empate gostei muito do que vi: ninguém jogou mal e todos jogaram com muita garra, consideraria uma atuação quase perfeita, melhor até do que o jogo contra o QPR… Mas o Arsenal jogou muito bem também e quando eles jogam muito bem em casa contra a gente normalmente é de se esperar que eles vençam. Quem me dera jogarmos assim todo confronto direto fora de casa…

  • Thiago Vanio

    se não fosse o Lloris era pra ser goleada eu acho, Kaboul hj foi um monstro! #COYS

  • Fernando Braz

    Lloris merecia um 10

  • Caio Pereira

    Fiquei extremamente decepcionado com empate, nosso time recuou de mais, faltando muito tempo de jogo chamamos eles pra cima e não tivemos a coragem nem de aproveitar os contra ataques. Infelizmente mais um jogo sem vitoria na casa deles, e se tem algum ponto positivo foi a atuação segura da defesa, enfim uma boa partida de Kaboul, espero que continue nesse ritmo para merecer essa faixa.
    Agora é esfriar a cabeça e pensar no proximo jogo. #COYS

  • wagner

    Pois é… mais uma vez a vitória não veio no derby, mas pelo menos foi um time mais vibrante que no jogo contra o WBA. Já conseguiu algo que não fez na temporada passada: pontuou contra o Arsenal. Mas precisa melhorar muito e os Saints estão embalados… todo cuidado é pouco.

  • Antonio Carlos

    Não concordo que o time tenha recuado depois do gol!… a proposta ers essa desde o início, chamar os Gunners pra partir no contra ataque… tanto que a partir dos 30 do primeiro tempo começou a encaixar e o time desperdiçou boas oportunidades, falhando muitas vezes no último passe. …
    E o Kaboul, que jogo!!!!… pra mim o melhor em campo, depois do Lloris. … Se tivéssemos um 9 melhor, ou se entra além do Lennon o Towsend ou o Soldado, a gente ganhava esse jogo…. agora é ver se o “professor” dá uma sequência pros caras…. mas ainda sinto pouca ambição dos Spurs nesta temporada. …

    • Caio Pereira

      Jogar na defesa é uma coisa, nos não pegamos nem os contra ataques, depois do gol não chegamos uma vez e tomamos pressão o jogo todo., até mesmo depois do empate deles, o time não queria vencer.

  • Antonio Carlos

    Aliás, falando do nosso problema com a camisa 9, rumores apontam que em Janeiro, estão na mira o Jay Rodriguez (Southampton) ou o Paco Alcácer (Valencia)… prefiro o Jay Rodriguez, mas confesso que a esta altura, com o desempenho dos atacantes atuais, qualquer um dos dois (ou os dois!!!) seriam muito bem vindos…

    http://talksport.com/football/video-tottenham-striker-target-action-january-move-140928116107

    O que acham??????????

    • wagner

      Acho que depois do “epic fail” na contratação do Soldado, deve-se evitar trazer jogadores duvidosos da Espanha, ainda mais do próprio Valencia. O que falta pros Spurs é um jogador chame a responsabilidade do jogo, tal como fez o Bale nos seus 2 últimos anos de Spurs. Gente mais ou menos já tem muito ali.

  • Alan

    Depois do vexame contra o West Brom era impossível vir algo pior. Diante da retranca e postura covarde dos Spurs tivemos um resultado excelente, mas nada que aumente a confiança na temporada. Um time que tem Chadli como titular não tem como ir pra frente, e que lamentável a postura dele ao fazer o gol, ao invés de ir comemorar com a sua torcida ele prefere fazer gracinha pra torcida do Arsenal, ridículo. #Coys

    • Caio Pereira

      A covardia, principalmente depois de fazer o gol que mais doeu, mas a comemoração do Chadli serve como resposta ao Walcott que fez gracinha no ultimo jogo nosso. Para a infelicidade do Chadli nos tomamos o empate.