O dia que dura uma eternidade

North London Derby é o maior derby do mundo. Talvez uma afirmação muito forte, alguns até podem dizer exagerada, mas pouco se pode negar com total certeza tal afirmação. Todo derby nesse nível se torna o maior jogo da temporada, o jogo que se começa uma semana antes para jogadores, imprensa e, principalmente, para os torcedores. Não há como ver o jogo anterior ao NLD sem ficar pensando, imaginando, fantasiando tudo que irá acontecer no próximo jogo.

Tottenham e Arsenal sempre foram e sempre serão os principais clubes de Londres. E, independente de quem estiver no topo do futebol inglês, seja de Manchester ou Liverpool, os dois lados opostos de Londres sempre estarão ali dividindo as manchetes, pois a grandeza não está apenas nos títulos e sim na história.

Todo torcedor sabe o tamanho e a origem dessa rivalidade. Digo ainda mais: todo torcedor de qualquer clube que é apaixonado por futebol sabe o que é o NLD. Mas para nós torcedores do Tottenham dessa geração, apesar de alguns momentos gloriosos, sofremos por estar na geração que ainda não viu os Spurs acima dos nossos rivais na tabela da Premier League.

O êxodo financeiro que tomou conta do futebol nas últimas décadas fez com que ficássemos um passo atrás dos nosso rivais, graças a todo dinheiro proveniente de continuas participações na UCL. Mas, nos últimos anos, estamos cada vez mais próximos, tanto pela nossa ascensão de volta ao topo, quanto pela queda do nosso rival.

Aos poucos, estamos chegando cada vez mais perto, tão perto que um certo galês quase nos fez alcançar a gloria de ficarmos a frente deles e tirá-los do principal torneio de clubes do mundo. Aos poucos, esse dia chegará, não duvide disso. Não duvide da grandeza do Tottenham Hotspurs, porque o futebol é feito de ciclos, e nossa geração está prestes a presenciar esse grande momento.

A impressão ruim deixada pela última temporada pode te fazer duvidar de tudo isso, mas um ano ruim não muda tudo que foi conquistado e construído na última década, construída a pequenos e certeiros passos. Nosso passado glorioso não me deixa mentir. Nosso presente que, parafraseando o lendário Bill Nick, tem “ecos de gloria”, me faz sonhar com esse dia que chegará, e nosso futuro será como foi toda essa história de 132 anos de Tottenham Hotspurs… “Grande”

Coys!!

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this pagePin on Pinterest
The following two tabs change content below.

fernandobraz

Latest posts by fernandobraz (see all)

  • Vinícius

    Recordar é viver _https://m.youtube.com/watch?v=XSSlZd3nJqQ
    Coys!
    Um derby pode acabar com uma má fase e mudar uma temporada.

    • Fernando Braz

      Essa e a esperança Vinicius!!

  • Thiago Vanio

    Parabéns pelo texto, foda! COYS

    • Fernando Braz

      valeu Thiago!

  • DIEGO CASTANHA

    Show mesmo o texto, esperamos ver um time com raça durante os 90 minutos, o Tottenham tem começado os jogos com muito sono, até com preguiça, talvez por esse sistema do Pochetino de ficar tocando até cruzar pra área, espero que isso mude a partir desse jogo e o time acorde!

  • Flavio R.

    Esse é o jogo da virada…
    Se ganhar, o time pega moral e embala na Premier…
    O Arsenal está com um ataque que tem poder de fogo, só que a defesa deles não é nenhuma maravilha…
    Se o Tottenham procurar só se defender, corre sério risco de perder o jogo..
    Agora se atacar, aí é loteria, pode dar qualquer resultado….
    É jogo para o Lennon jogar nas costas do lateral esquerdo deles…
    Para o Paulinho entrar de elemento surpresa na área…
    E é um jogo que tem a cara do Chadli, gol nos acréscimos após um bate rebate…
    O time ideal:
    Esquema: 4-4-2
    Lloris, Dyer, Fazio, Vertonghen e Rose, Paulinho, Chadli, Lennon e Eriksen, Lamela e Adebayor…