Swansea 1×3 Tottenham

O Tottenham deu prosseguimento a seu bom momento na Premier League e alcançou grande vitória sobre o Swansea, nesse domingo (19), atuando no Liberty City. Mesmo sofrendo com a grande posse de bola do adversário, os Spurs souberam adequar seu estilo de jogo e alcançaram um resultado contundente, fazendo valer a velocidade de seus contragolpes. Adebayor (duas vezes) e Chico Flores (contra) marcaram para os visitantes, enquanto o marfinense Bony fez o único gol dos galeses.

Tim Sherwood fez uma alteração na equipe que vinha jogando nas últimas rodadas. O improdutivo Soldado deu lugar ao belga Chadli, mudando o esquema de jogo para um 451, bem característico dos tempos de André Villas Boas. Com isso os Yids foram a campo com Lloris; Walker, Dawson, Chiriches, Rose; Bentaleb, Dembelé, Lennon, Eriksen, Chadli; Adebayor. Já o Swansea foi alinhado por Michael Laudrup com Tremmel; Rangel, Chico Flores, Williams, Davies; Amat, Britton, Shelvey, Pozuelo, Routledge; Bony.

O jogo era do Swansea nos primeiros minutos. A equipe pressionava, mantinha a bola e o gol parecia questão de tempo. O centroavante Bony fez um jogo espetacular, carimbando uma bola na trave ainda nos primeiros minutos. Também obrigou Lloris a duas boas defesas. Shelvey experimentou de longe, no ângulo, e Lloris voltou a fazer milagre. A dupla Bentaleb e Dembelé demorou muito a se encaixar, dando demasiados espaços na entrada da área. Mas quem abriu o placar foi o Tottenham, aos 35 minutos. Numa rara estocada, Lennon e Eriksen tabelaram pelo lado direito do ataque. O dinamarquês cruzou com perfeição nas costas da zaga e Adebayor surgiu cabeceando de forma certeira no canto de Tremmel para abrir o marcador. O gol desestabilizou o time da casa, que não conseguia marcar nem manter a bola com a eficiência de outrora. Adebayor e Eriksen perderam boas chances para ampliar o placar ainda na primeira etapa, que terminou com o 1×0.

Foto: Reprodução/facebook oficial do Tottenham

O principal articulador do time da casa, Shelvey, não voltou do intervalo por lesão e deu lugar a Lamah. O Swansea passou então a ser presa fácil para os Spurs. Aos 53′, o Tottenham trocou passes e o capitão Dawson subiu ao ataque. O zagueirão achou grande passe para Walker na direita que cruzou forte na direção da pequena área. O desastroso Chico Flores tentou cortar e marcou contra. A entrada de Sigurdsson na vaga de Chadli deu mais qualidade ao meio e o Tottenham saiu mais duas vezes a frente do goleiro. Na primeira, Dembelé arrancou sozinho e não quis tocar para Adebayor, optando por finalizar. Pra fora, deixando o togolês irritadíssimo. Mas aos 71 minutos, o golpe de misericórdia. Danny Rose avançou pela esquerda em velocidade e serviu Adeba. O camisa 10 dominou e tocou na saída de Tremmel para fazer 3×0 e ultrapassar o histórico Bergkamp na artilharia total da história da Premier League, com 88 gols. Houve ainda espaço para o gol de Bony aos 78 minutos, mas o placar ficou nisso. Tottenham 3×1 Swansea.

Com o resultado os Spurs empataram com o Liverpool em 43 pontos, mas seguem atrás pelo saldo de gols. A equipe se mantem na quinta posição ao menos até amanhã, quando o Everton visita o West Bromwich. O próximo compromisso do Tottenham será na próxima quarta feira, dia 29, quando recebe em White Hart Lane o Manchester City.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this pagePin on Pinterest
The following two tabs change content below.

Emerson Araujo

Jornalista, aficionado por futebol, torcedor do Cruzeiro (de nascença) e do Tottenham (desde 2005). Orgulhosamente, um dos fundadores da Tottenham Brasil e colaborador do Guerreiro dos Gramados, site voltado a cruzeirenses. Odeia Guardiolismos e acredita que atacante tem que fazer gol. Acredita que todo dia é um 7 a 1 diferente e não há nada de mau nisso. Exímio treinador no Football Manager.

Latest posts by Emerson Araujo (see all)

  • Aí aí, próximo jogo é contra o Manchester City em casa e temos que vencer.

  • Adriel

    Com Tim estamos firmes no campeonato, mas a sequência vai ser difícil, só depois de março melhora. Dependerá muito do que acontecer na Europa League para chegarmos a Champions, poém acredito muito nesse elenco.

    • Adriel

      Com Tim estamos firmes no campeonato, mas a sequência vai ser difícil, só depois de março melhora. Dependerá muito do que acontecer na Europa League para chegarmos a Champions, porém acredito muito nesse elenco.