Aston Villa 0x2 Tottenham

Aston Villa e Tottenham foram ao gramado do Villa Park na tarde desse domingo (20) em partida válida pela 8ª rodada da Premier League. Mesmo jogando fora de casa, os Spurs venceram por 2×0 com excelente atuação coletiva e destaque absoluto para Andros Townsend, infernal pela ponta direita com seus dribles, cruzamentos e finalizações. O próprio Townsend e Soldado marcaram os gols do jogo que recolocou os londrinos na briga pelas primeiras colocações, com 16 pontos e em quinto lugar na tabela, 3 pontos atrás do líder Arsenal.

Buscando reabilitação após duas rodadas sem vitória, André Villas-Boas fez algumas mudanças no 11 inicial. Holtby ganhou a vaga de Eriksen no meio, Sandro substituiu Dembelé e Vertonghen foi deslocado para a lateral esquerda, com Chiriches entrando no miolo de zaga. Sendo assim, os Yids foram a campo com Lloris, Walker, Dawson, Chiriches, Vertonghen; Sandro, Paulinho, Holtby, Townsend, Sigurdsson; Soldado. O treinador do Villa, Paul Lambert, escalou sua equipe com Guzan; Bacuna, Vlaar, Baker, Luna; Westwood, El Ahmadi, Delph; Weimann, Agbonlahor, Kozák.

A partida iniciou fria e não reservou grandes emoções até o primeiro gol. Com 30 minutos de partida, Townsend recebeu pela meia direita e fez o cruzamento fechado para a área. A bola passou por Soldado e Holtby, acabando por ganhar o canto esquerdo de Brad Guzan, que nada pode fazer. O Aston Villa empurrado pela torcida tentava algo, ancorado na velocidade de Weimann e Agbonlahor, mas sem conseguir constituir real perigo para Lloris. Na segunda etapa, o time da casa veio mais incisivo e rondava perigosamente o gol do Tottenham. O centroavante Benteke, recuperado de lesão, veio ao gramado e parecia absoluto no jogo aéreo, desperdiçando uma ótima oportunidade ao cabecear por cima, aos 63 minutos.

Foto: Reprodução / mirror
Foto: Reprodução / mirror

Mas cinco minutos depois, o golpe de misericórdia. Soldado ganhou de Vlaar e a bola sobrou espirrada para Holtby. O alemão achou grande bola para Paulinho, que apenas com um toque serviu o centroavante Soldado, que saiu sozinho com o goleiro adversário. Com tranquilidade e categoria, o matador fez sua obrigação e tocou fora do alcance de Guzan para determinar o resultado final. O show de Townsend continuou até os minutos finais, quando os inconsoláveis atletas adversários apelaram para a violência como único meio de parar o camisa 17. O Tottenham volta a campo na quinta feira, quando enfrenta o Sheriff, na Moldávia. Caso os Spurs vençam e haja um empate entre Anzhi e Tromso, o time sacramenta sua classificação já na terceira rodada do certame.

NOTAS:

LLORIS: Atuação muito segura embaixo das traves, mas causa alguns calafrios nas saídas com o pé. Manteve a defesa atenta e orientou bem o ‘novato’ Chiriches. NOTA: 6

WALKER: Pouco eficiente no apoio, começou muito desligado e parecia ser o elo fraco da defesa. Depois melhorou e ganhou praticamente todas, culminando numa boa atuação. NOTA: 5,5

DAWSON: Firme como sempre nas disputas, fez alguns lançamentos longos desnecessários. Teve dificuldades na marcação de Benteke, especialmente na bola aérea. Mas esteve muito atento na recuperação e posicionamento. NOTA: 6

CHIRICHES: Atuação muito segura do romeno, que vai se mostrando uma contratação muito boa. Não deu arrancadas loucas ao ataque e entregou o serviço com muita correção, ao nível do companheiro Dawson. NOTA: 6

VERTONGHEN: Fez o arroz com feijão na lateral esquerda e foi pouco participativo no ataque. Porém, não deu espaço para o rápido ataque adversário. NOTA: 6

SANDRO: Muito seguro a frente da defesa, ajudou muito a dar segurança para o setor. Parece imprescindível ter ele ou Capoué na função de volante limpa trilhos, até para liberar os avanços de Paulinho. NOTA: 6,5

PAULINHO: Ótima partida, com muita movimentação e chegada no ataque. Também marcou bem e veio buscar o jogo quando a bola tinha dificuldade de sair redonda para os pontas. Linda assistência para o gol de Soldado. NOTA: 7,5

TOWNSEND: Espetacular atuação. Deu dezenas de arrancadas e ganhou praticamente todas do lateral adversário Luna. Mostrou que merece totalmente o novo contrato e sua condição de titular no English Team. Abriu o caminho para a vitória. NOTA: 8,5

HOLTBY: Se movimentou, ajudou na marcação e sempre era uma opção para a tabela. Não peca pela omissão e isso é uma grande virtude para um articulador. Iniciou a jogada do segundo gol e saiu aos 72 minutos. NOTA: 7

DEMBELÉ: Tranquilo na marcação, eficiente nos 20 minutos que esteve em campo. NOTA: 5,5

SIGURDSSON: Jogador mais apagado do dia, não conseguiu fazer nada digno de registro no jogo, mesmo atuando contra o lateral improvisado Bacuna. Saiu para a entrada de Lennon. NOTA: 5

LENNON: Visivelmente sem ritmo e sem arranque, ajudou Vertonghen na marcação pela esquerda e tentou manter a bola. Não produziu nada e manteve o nível de Sigurdsson, mas tem crédito por estar voltando de lesão. NOTA: 5

SOLDADO: Se movimentou mais do que nas últimas partidas e encerrou o jejum de 5 jogos sem marcar. Foi eficiente na grande chance que teve, deslocando bem o goleiro adversário. NOTA: 7

DEFOE: Teve apenas 5 minutos em campo, aplicou uma correria mas mal tocou na bola. NOTA: S/N

 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this pagePin on Pinterest
The following two tabs change content below.

Emerson Araujo

Jornalista, aficionado por futebol, torcedor do Cruzeiro (de nascença) e do Tottenham (desde 2005). Orgulhosamente, um dos fundadores da Tottenham Brasil e colaborador do Guerreiro dos Gramados, site voltado a cruzeirenses. Odeia Guardiolismos e acredita que atacante tem que fazer gol. Acredita que todo dia é um 7 a 1 diferente e não há nada de mau nisso. Exímio treinador no Football Manager.

Latest posts by Emerson Araujo (see all)

  • Pingback: No centro das atenções, Townsend marca e Tottenham bate o Aston … – Reuters Brasil | Resultados de Deportes()

  • Villas Boas coloca o jovem Lamela pra jogar pô, é a maior contratação do Tottenham e é bom jogador e é bem mais ponta do que o Sigurdsson que joga melhor pelo meio, já o Lamela tem mais velocidade e tem muita habilidade e é jogador pra passar pela marcação e precisa de sequencia de jogo.

  • Paulo

    Eu gostei das alterações, mas espero que o Holtby não seja o titular, ele é muito bom jogador, todos nós sabemos, mas o Eriksen é diferenciado. O Vertoghen deve ser titular ( para mim ) até janeiro na lateral-esquerda porque com o Rose tá difícil … Por favor, espero que contratem o Baines ou Lovren ou o Fabio Coentrão.