Miolo recheado

Dembele e Paulinho: a dupla dinâmica da faixa central (Foto: Sportsdirectnews.com)

Se fosse em outro site, o título desse post poderia sugerir que ele tratasse de alguma receita culinária. Mas mesmo não sendo este um site de dicas de cozinha, podemos seguir essa linha e dizer que se trata de outro tipo de receita: a receita do sucesso.

E é com essa receita que o Tottenham vem fazendo uma ótima campanha até aqui. E ela é simples: o meio-campo com muitas peças.

O “miolo” está recheado de opções para essa temporada e vem dando dor de cabeça a André Villas-Boas na hora de escalar o time. Uma dor de cabeça do bem.

Apesar de alguns discordarem, hoje, no time titular do português, temos Paulinho e Dembele na contenção e na saída de bola, com Sigurdsson e Townsend como os atuais donos das pontas, enquanto Eriksen fica responsável pela criação das jogadas. Mas a discordância da torcida é motivada pelas belas atuações dos outros jogadores da posição quando ganham oportunidades. Um belo exemplo é Lewis Holtby, que sempre quando joga contribui com belas assistências –  já são seis na temporada. Porém, na teoria, ele concorre diretamente com Eriksen pela vaga na armação, o que se torna uma disputa bastante interessante, já que o dinamarquês se encaixou muito bem no esquema da equipe.

Difícil para o alemão, complicado para Lamela. O argentino, que foi a contratação mais cara da história do clube, vem amargando a reserva do garoto Townsend, que, com as boas atuações nas primeiras partidas, conseguiu não só a vaga de titular do time como uma chance no English Team. Mas o jovem hermano joga muita bola e tem tudo para ganhar a condição de titular, basta mostrar seu futebol quando receber oportunidades. Porém, talvez se não fosse a lesão sofrida logo nos jogos iniciais, o dono da posição seria o mesmo de sempre: o velho e bom Aaron Lennon.

Optando por jogar com volantes de características mais ofensivas, Villas-Boas fica com ótimas peças defensivas no banco. Sandro parece está voltando à sua forma, mostrando a garra de sempre e a excelente marcação quando atua. E ainda tem o francês Etienne Capoue, que também tem um forte poder de marcação e uma boa saída de bola, além da força física. Sendo assim, o portuga pode ficar à vontade para dosar a relação ataque/defesa em suas escalações, sabendo que terá sempre boas opções no time titular.

Apesar de pouco falado, o meio-campo tem muitos méritos sobre o status de melhor defesa das competições que disputa. Consistente e compacto, vem ajudando bastante a defesa, mesmo sem jogar com um “cabeçudo” na frente da zaga.

Sucesso. É o que esperamos do time na temporada. É só seguir a receita, pois se depender do miolo, o esse time vai longe.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this pagePin on Pinterest
The following two tabs change content below.
Made in Bahia, mais especificamente na Região do Sisal. Nordestino com orgulho. Licenciado em Letras com Habilitação em Língua Inglesa e Literaturas. Mestrando em Crítica Cultural. Professor de escola pública que, além de ensinar inglês, doutrina seus alunos, dizendo que não existe nada melhor que futebol - a não ser quando o Tottenham perde. Na equipe Tottenham Brasil desde 2011, escrevendo e soltando o sotaque na apresentação da Rádio TB.

Latest posts by Amarilson Gordiano (see all)

  • Leandro

    Acho o Sigurdsson um bom jogador, mais pra mim não seria titular! Acho que Lamela e Chadli são mais jogadores e fariam melhor a função na ponta esquerda. Mais minha maior preocupação é o ataque, acho o Soldado fraco demais, pra mim erraram na contratação dele. Poderiam ter trazido Benteké do Villa que falou que gostaria de jogar no Tottenham, acho ele mais jogador que o Soldado que até agora só fez gols de penalti e vem jogando mal. Só o Berbatov tivesse uns 5 anos a menos e ainda jogasse nos Spurs faria a festa no ataque!!

  • Pedro Canuto

    Eu ainda acho ki o nosso maior problema vai ser o ataque, não temos muitas peças.
    Depender de dois jogadores é muito pouco, para um time como os Spurs.

  • Tiago Ramos

    Belo texto meu amigo! Concordo com o Leandro acima, acho que o Defoe tá merecendo entrar de frente na Premier no lugar do Soldado, quem sabe Soldado no banco não melhora. Percebo que Defoe essa temporada não está apenas correndo como um doido, como um tempo atrás, mas ele está mais participativo, volta pra buscar o jogo e está distribuindo bem as jogadas pelas pontas. Está merecendo!