Adeus, Bale!

A ideia desse texto não é pagar de ingratidão. Também não é falar que Bale não fará falta, ou que é um jogador comum. É um atleta excepcional que fez uma temporada incrível e levou um time do Tottenham muito instável a uma briga intensa por Champions League. É o cara que acabou com a carreira de Maicon, até então, o melhor lateral direito do mundo. É o cara que encantou o mundo com suas arrancadas, dribles e seu potente pé canhoto. E é o mesmo que força miseravelmente uma saída, não se posiciona de forma oficial quanto a isso e fica nos bastidores sem treinar, sem jogar, sem falar. Lesionado, pra inglês ver. Pode ser um ídolo em técnica. Mas ainda não aprendeu a se portar como homem.

Valeu, menino cabuloso. E tchau

Em bom português: obrigado pelos serviços prestados. Convença logo o Sr. Florentino de Jesus a pagar tudo o que os Spurs querem – e realmente é um valor justo por toda a novela que se criou – junta suas coisas e despinguela para Madrid. Que seja muito feliz no Real e conquiste muitos títulos por lá. Não lhe desejamos mal, apenas não o queremos mais. Lulu Santos disse, eu reafirmo e muitos discordarão de mim. Mas ter um grande jogador com a cabeça em outro lugar é burrice. Bale sairá e o Tottenham continuará do mesmo tamanho. Bale foi tão importante quanto Modric, Berbatov, Robbie Keane… Chegaram, jogaram, ganharam o respeito de uma torcida e trocaram isso por dinheiro e projetos de clubes mais poderosos e endinheirados. Não cabe a mim julgar, é a carreira profissional de cada um. Mas se quer ir, tchau e benção. A venda não tirará as alegrias que deu aos Yids. Vitórias sobre Manchester United e Arsenal na casa dos rivais, algo que não acontecia a milênios, foram capítulos escritos com sua grande colaboração. A ida a Champions League e a boa campanha por lá, idem. Gratidão eterna e novo capítulo que se inicia.

A venda ainda não concretizou, mas acho válido que seja concluída agora. O quanto antes, para que o nosso prejuízo seja menor. Falam em 90 milhões de euros e Fábio Coentrão. Reforço pontual para a lateral esquerda e um caixa forte para buscar mais dois ou três nomes de alto nível. Entre os especulados, Alderweireld do Ajax para a zaga seria uma contratação perfeita. E muito necessária, devido as reduzidas opções para o setor. Eriksen do próprio Ajax ou Willian, do Anzhi, seriam reforços também de grande importância. Meus preferidos, na atual conjuntura. Mas o negócio que mais se aproxima é o de Erik Lamela e Pablo Osvaldo, meia e atacante da Roma. Talvez com uma venda de Adebayor, seria interessante mesmo esse negócio. Mas se fosse eu o manda chuva da questão, Coentrão, Alderweireld, Eriksen e Willian seriam os eleitos. E ainda sobraria uma boa grana para um negócio de ocasião nos últimos dias da janela.

Fato é, de Daniel Levy não se pode reclamar. Trabalho sério como sempre, sem comprometer a saúde financeira e o futuro do time, como sempre. Foi confirmada hoje a transferência de Ettiene Capoue, ex-Toulouse, que já era dada como certa a alguns dias. O francês junta-se a Soldado, Paulinho e Chadli como os reforços assinados para a temporada que se inicia. Bom? Sim, muito bom. Ótimo. Ainda mais com a saída de Gallas, Bentley, Huddlestone, Livermore… Jogadores que mais oneravam o clube do que ajudavam em algo. Acho que de maçã podre, poderíamos nos livrar de Gomes e suas fanfarronices. Mas é um terceiro goleiro, não dá pra sofrer por isso. O futuro é bem promissor pelos lados de White Hart Lane. E quanto antes Bale efetivamente for embora, o torcedor vai aprender a conviver sem o ‘galês carinha de macaco’ no time. Os gols em patadas de fora da área rarearão, provavelmente. Mas o futebol já cansou de mostrar que um time bom, bem treinado e com bons valores, sempre será mais forte do que um time mediano com um craque. A vida segue, a bola continua redonda e vai correr como nunca a partir do próximo sábado, com o início oficial da nova temporada. Pra fechar com uma metáfora bem cretina, “não adianta chorar pelo astro negociado”. Foi ruim, eu sei. Mas não deu pra resistir.

 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this pagePin on Pinterest
The following two tabs change content below.

Emerson Araujo

Jornalista, aficionado por futebol, torcedor do Cruzeiro (de nascença) e do Tottenham (desde 2005). Orgulhosamente, um dos fundadores da Tottenham Brasil e colaborador do Guerreiro dos Gramados, site voltado a cruzeirenses. Odeia Guardiolismos e acredita que atacante tem que fazer gol. Acredita que todo dia é um 7 a 1 diferente e não há nada de mau nisso. Exímio treinador no Football Manager.

Latest posts by Emerson Araujo (see all)

  • Texto sensacional!

  • Raphael Valente

    Acho que o time sofrerá muito com a saída do Bale. Basta nos lembrarmos quantos pontos importantes deixamos de ganhar enquanto ele estava lesionado. O Tottenham sem ele é um bom time, com ele era um bom time mais um craque. Todo time precisa de um jogador que assuma a responsabilidade de resolver jogos difíceis e não vejo ninguém no elenco dos Spurs com essa capacidade. Entretanto, concordo com o texto de que é muito melhor jogar sem o Bale do que jogar com ele com a cabeça no Real Madrid. Acredito que a saída do nosso craque dificultará muito nossa classificação pra champions pois o time jogava em função do Bale.

  • Firmino

    Fez corpo mole tem que vazar, que venham os 90 milhões de euros mas o Coentrão não, esse cara é cobrinha d’água. Não tem outro pelo mesmo preço do Coentrão no Real Madrid?

  • Felipe Cracco Gomes

    Texto lindo e vá com Deus Bale e que você tenha muito sucesso.

  • Texto brilhante, até a parte do “não adianta chorar por craque negociado” hahaha.

    Que o Bale tem que ir pra mim é fato, não dá pra ficar nos Spurs de birra. O que me preocupa é a capacidade do AVB de montar um coletivo que funcione, sem depender de uma estrela. Na temporada passada às vezes parecia que o time ficava esperando que Bale resolvesse. Uma tática “toca para o Bale e vê o que acontece”, parecido com o que acontecia no Santos com Neymar ultimamente.

    A saída dele deve ser questão de tempo, mas se AVB trabalhar bem, tanto na busca por reforços (Lamela ou Willian seriam ótimos!), quando taticamente, podemos pegar Champions nesse ano. Parabéns de novo pelo post!

  • Adriel

    Parabéns, texto muito bem escrito. Espero que não venha Osvaldo, porque vai ser reserva. Já os outros nomes são bons e me agrada bastante Lamela, que é canhoto e tem muito talento.

  • Leonardo

    Não vejo mal nenhum na negociação do Bale. Prefiro 5 bons jogadores a 1 ótimo, primeiro é um esporte coletivo, não se ganha sozinho, segundo, se o cara se contunde de que adianta? Que venha a grana do Madrid, obrigado por tudo Bale, e boa sorte sendo vice na Espanha.
    Com o dinheiro da venda do Bale podem vir bons jogadores, ao meu ver a maior necessidade é um articulador, o time precisa de um cara pra organizar o jogo, um camisa 10 clássico, além disso, (muitos irão discordar) um goleiro confiável, tanto Lloris, quanto Friedel quanto Gomes não passam segurança, cometem falhas bobas…

  • Rafael

    Como uma única frase infeliz acaba com todo um texto. É deprimente ver um brasileiro tentando enaltecer um jogador estrangeiro a ponto de julgar, por um único jogo, a carreira de um dos melhores laterais que a seleção mais vitoriosa do mundo já teve. O autor, antes de citar outro jogador, deveria pesquisar a fundo a vida do referido. Talvez assim saberia quantas contusões e cirurgias Maicon já teve, para tentar, ai sim, explicar seu atual baixo rendimento (que, particularmente, já acho normal para um lateral de 32 anos). Talvez a única “carreira” que devesse realmente acabar fosse desse “jornalista”.